Translate

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Dorival quer reforços no Flamengo e vai entregar lista a Zinho



O técnico Dorival Júnior mal chegou ao Flamengo e pediu para dirigir o time no empate sem gols com a Portuguesa na noite de quinta-feira, no Rio de Janeiro. O treinador, na verdade, pretendia analisar de perto parte do elenco que tem a sua disposição e poder estudar as posições consideradas carentes. Na chegada ao Rubro-Negro ele já ouviu queixas de torcedores sobre a necessidade de reforços.

Diante do que viu contra a Portuguesa, e somando isso ao que já vinha estudando do Flamengo, Dorival Júnior vai entregar ao diretor de futebol Zinho uma lista com nomes que devem ser procurados para reforçar o elenco. O treinador tem consciência de que não vai poder pedir nomes de impacto, já que a janela de transferências para o exterior se fechou. Assim, as atenções se voltam para as poucas opções do mercado nacional.

“Melhorando individualmente, os jogadores vão melhorar o conjunto. Nesse momento é difícil contratar, mas vamos atrás de nomes da Série B, Série C ou que não tenham feito os sete jogos na Série A”, analisou Dorival.

O treinador evitou falar em nomes, já que sequer os discutiu com Zinho. Porém, não conseguiu fugir de responder perguntas sobre um possível retorno do atacante Adriano, que está se recuperando de uma cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo. O Imperador vem, inclusive, usando as instalações da Gávea em algumas ocasiões, o que o aproxima de um acerto. Dorival procurou ser bem diplomático, até porque o artilheiro tem um bom relacionamento com os torcedores. Perguntado sobre o tema, técnico deixou claro que só vai contar com Adriano se o jogador estiver disposto a se dedicar.

“Claro que gostaria de contar com o Adriano no elenco, desde que ele queira e esteja disposto a voltar a ser aquele jogador que brilhou em grandes clubes e que integrou a Seleção Brasileira”, afirmou o treinador.

Apesar de falar em reforços, Dorival deixou claro que não pretende pressionar Zinho e pediu para os torcedores darem um voto de confiança ao ex-jogador e atual dirigente.“Poucas pessoas sabem do caráter e do potencial do Zinho. Mesmo sendo mais velho, aprendi muito mais com ele nessas últimas conversas do que com outros profissionais no futebol”, afirmou Dorival.

Além de defender Zinho, o novo treinador tomou muito cuidado ao comentar o uso de atletas revelados nas categorias de base, como os meias Adryan e Mattheus. Analisando a atuação deles contra a Portuguesa, Dorival foi cauteloso.

“De repente o Adryan e o Mattheus podem se destacar, mas hoje não jogamos coletivamente, deixamos espaços e corremos de maneira excessiva com a bola. Existem fatores que complicam nosso caminho, mas trabalharemos com muita intensidade para corrigir esses erros”, afirmou Dorival, lembrando que os garotos precisam evoluir em muitos aspectos.

O próximo compromisso do Flamengo pelo Campeonato Brasileiro acontecerá no domingo, às 16h, diante do São Paulo, no Morumbi, pela 13ª rodada.




fonte gazetaesportiva.com
Postar um comentário