Translate

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Flamenguistas pedem união para reerguer a equipe no Brasileiro



Clube anunciou demissão de Joel Santana nesta segunda-feira

Após ser derrotado pelo Cruzeiro por 1 a 0, em Belo Horizonte, no último domingo, o Flamengo mergulhou em uma crise que se iniciou desde a semana passada e que é consequência do péssimo aproveitamento da equipe ao longo da temporada. O time, eliminado precocemente da Copa Libertadores ainda na fase de grupos e que sequer chegou a uma final de turno no Campeonato Carioca, patina no Brasileirão, onde aparece na décima posição, com apenas 15 pontos conquistados.

Com boa parte da torcida cobrando reforços nas redes sociais, a diretoria parece perdida. A janela de transferências internacionais se fechou na última sexta-feira, não antes de o Flamengo passar por alguns ‘micos’. O zagueiro Juan chegou a ter seu retorno ao clube dado como certo, mas foi anunciado pelo Internacional. Já o argentino Juan Román Riquelme, de saída do Boca Juniors, recusou a proposta dos cariocas alegando problemas ‘futebolísticos’. Ele ficou impressionado negativamente com a derrota por 3 a 0 para o Corinthians.

Para piorar, o clube precisará ir atrás de um novo treinador nos próximos dias. O técnico Joel Santana não resistiu à derrota para o Cruzeiro e teve sua demissão confirmada pela diretoria nesta segunda-feira. Chateado com a queda de seu comandante, o meia Renato Abreu comentou sobre como o Flamengo vinha evoluindo a cada rodada do Brasileiro e projetou uma nova mudança de postura sem o treinador à frente do clube.

‘Acho que nosso desempenho melhorou um pouco mais. Criamos boas oportunidades, tivemos mais posse de bola e merecíamos uma melhor sorte nesta partida contra o Cruzeiro. Mas o futebol vive de resultados e não conseguimos pontuar. Nós sentimos qualquer perda no elenco, mas fica essa vontade demonstrada e a certeza de que ainda podemos fazer muitas partidas boas neste Campeonato Brasileiro’, avaliou o jogador.

Já o apoiador Ibson acredita que o mais importante é o elenco se manter unido, uma vez que o tempo de preparação para os jogos é muito curto. Na próxima quinta-feira, por exemplo, o clube voltará a campo às 21 horas (de Brasília), diante da Portuguesa, no Engenhão, pela 12 rodada do Brasileirão. Mesmo com a fase ruim de seu adversário na competição, o atleta espera encontrar muitas dificuldades no duelo com os paulistas.

‘Estávamos melhor no jogo com o Cruzeiro, criamos oportunidades, mas não conseguimos fazer os gols. Agora não adianta lamentar, pois tivemos mais uma derrota. É colocar a cabeça no lugar e pensar que teremos mais uma partida difícil na quinta-feira, pois o Campeonato Brasileiro é assim. Precisamos ficar mais juntos do que nunca nesse momento complicado. A gente vem de duas derrotas e espero que possamos fazer um bom jogo contra a Portuguesa’, completou o armador rubro-negro.

Nesta terça-feira o elenco se reapresenta na parte da tarde, no Ninho do Urubu, e começa a preparação para o confronto diante da Lusa. Apenas os jogadores que não atuaram na rodada deste fim de semana apareceram na Gávea para um treinamento físico.

Sobre reforços, a diretoria ainda tenta anunciar alguns nomes para a sequência do Campeonato Brasileiro, embora venha encontrando sérias dificuldades por conta do fechamento da janela de transferências internacionais. A ideia é tentar acertar com quem está disponível nos clubes da Série A e que ainda não completou a cota de sete jogos no Brasileiro. Existe também a possibilidade dos flamenguistas confirmarem alguns nomes de jogadores que estão se destacando na Série B do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Press
Postar um comentário