Translate

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Ainda sem telefone, Fla tem de pagar R$ 26 mil e conta esquecida de R$ 2


Clube deve os meses de junho e julho, além de uma fatura de 2006. Vice de administração: 'Eu não assino cheque'

Os telefones da sede do Flamengo, na Gávea, continuam cortados na manhã desta quarta-feira e só recebem chamadas. Durante toda a terça, nenhum funcionário conseguiu fazer ligações sem recorrer aos seus próprios telefones celulares. As linhas telefônicas do clube foram cortadas por falta de pagamento. São três contas em atraso, num total de aproximadamente R$ 26 mil. O Rubro-Negro deve os meses de junho e julho, além de uma conta de 2006, de pouco mais de R$ 2.

Segundo o vice-presidente de administração do Fla e da Gávea, Cacau Cotta, ele não sabia do atraso nos pagamentos.

- Soube da falta de pagamento ontem à noite, às sete da noite. Eu recebo a conta, assino e mando para o financeiro pagar. Só que eu não assino o cheque. Minha função termina mandando pagar. Fico dependendo do financeiro. Cada um tem que responder por sua área – disse.

O dirigente disse que tentou falar com o vice de finanças Michel Levy na noite desta terça, mas não conseguiu contato. A reportagem do GLOBOESPORTE.COM ligou para a Levy na manhã desta quarta, mas ele não respondeu.

Como a presidente Patricia Amorim está em Londres para acompanhar os Jogos Olímpicos, o problema chegou ao conhecimento da diretoria. Pego de surpresa na noite desta terça-feira, o presidente interino Hélio Paulo Ferraz tomou conhecimento do contratempo, e espera encontrar uma solução nesta quarta para que o serviço seja normalizado.

- Acredito que será resolvido – afirmou Cacau Cotta.

Sem conexão

O corte dos telefones virou assunto na pauta dos funcionários na sede da Gávea. Na noite desta terça e na manhã desta quarta, os serviços para quem tentasse fazer ligação externa seguiam inativos. Para piorar o quadro, o servidor de internet parou de funcionar. Mas neste caso não passou de um susto. A culpa foi de um pico de luz.

fonte link
Postar um comentário