Translate

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Analistas avaliam como Liedson pode se encaixar no time do Fla


André Rocha crê que, com Levezinho, Love atuará como nos tempos do Império do Amor. Junior sugere revezamento na função de centroavante

Liedson será apresentado oficialmente como jogador do Flamengo nesta terça-feira e já alimenta a esperança de muitos torcedores, que sonham ver resolvido o problema da escassez de gols do ataque. Mas como o reforço se encaixará no time de Dorival Júnior: fixo na área ou com movimentação pelos lados? Especialistas ouvidos pelo GLOBOESPORTE.COM veem maiores as chances de fazer o papel de centroavante no ataque que formará com Vagner Love.

Autor do blog Olho tático, André Rocha diz que a nova dupla poderá, taticamente, fazer uma espécie de reedição do famoso Império do Amor, que empolgou os rubro-negros em 2010.

- Dorival Júnior não costuma trabalhar com uma típica dupla de ataque e privilegiou o 4-2-3-1 em seus últimos trabalhos. Só no Atlético-MG, em 2010, ele mudou a estrutura tática e escalou Obina e Diego Tardelli na frente. No Flamengo, a tendência é fixar Liedson no centro do ataque, e Vagner Love circular, recuando para trabalhar com o meio-campo ou procurando os flancos, como nos tempos do Império do Amor com Adriano - opinou.
Love pode repetir a movimentação da parceria com Adriano, deixando Liedson fixo (Foto: Blog Olho Tático)

Aos 34 anos, Liedson passou, em 2011, por uma cirurgia no joelho esquerdo por causa de uma tendinite. Foi a terceira intervenção feita no mesmo joelho (passara por outras duas em Portugal). O rendimento em campo caiu e, em 2012, o jogador foi gradativamente perdendo espaço no Corinthians, que optou por não renovar seu contrato. André Rocha lembra o fato e acredita que, também pelos recentes problemas físicos, Liedson renderá melhor ficando fixo na área.

- O técnico rubro-negro também pode adaptar Love como um dos três meias atrás do Levezinho, que em qualquer esquema deve ser o atacante mais fixo. Até pelos recentes problemas físicos que prejudicaram seu desempenho no Corinthians e transformam o reforço rubro-negro, aos 34 anos, em uma enorme incógnita.
No 4-2-3-1, Love seria um homem aberto pelas pontos. Liedson, a referência (Foto: Blog Olho Tático)

Comentarista da TV Globo, Junior também fala sobre a parte física do Levezinho, mas não o vê como um típico homem de área. Para o ex-jogador rubro-negro, que está otimista quanto ao sucesso do novo ataque do Flamengo, Liedson e Love poderão se revezar neste papel.

- Liedson não é aquele centroavante fixo, tem a mobilidade de cair para os lados, mas também pode ser um ponto de referência. Acho que pode se encaixar no time e fazer um revezamento com o Love nessa função. A única questão em relação ao Liedson é a parte física. Mas acho que ele vai ajudar muito, até porque conhece bem o clube e já teve boa passagem por lá. Acho que ele e o Vagner vão poder ajudar muito o Flamengo - afirmou.No Corinthians de 2011, Liedson foi titular num esquema com três atacantes e atuava centralizado na área. Já em sua primeira passagem pelo Flamengo, em 2002, ficava mais fora da área, com Zé Carlos atuando como centroavante. Em algumas partidas, no entanto, formou dupla com Andrezinho e, neste caso, passava a ser o centroavante de ofício.

No Brasileiro de 2012, Liedson fez seis jogos pelo Corinthians. Ele só teve chance de começar jogando quando Tite escalou os reservas: contra Fluminense, Palmeiras e Sport. Contra Atlético-MG, Figueirense e Ponte Preta, o atacante entrou durante a partida. Nessas seis participações, fez um gol, acumulou cinco finalizações, 11 faltas cometidas, 12 faltas sofridas, três impedimentos e duas roubadas de bola. Teve índice apenas razoável de de passes certos: 76% (a média no Corinthians é de 87%).

Em enquete realizada pelo GLOBOESPORTE.COM, 87% dos 19.707 participantes disseram que o Flamengo acertou ao contratar Liedson. Somente 13% consideraram um mau negócio.

fonte globoesporte
Postar um comentário