Translate

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Fornecedor vai apresentar proposta ao Fla, mas admite: 'Situação difícil'

Diretor da Olympikus tem até dia 20 para se posicionar diante do que foi oferecido pela Adidas, e revela queda na venda de material rubro-negro

Camisas do Flamengo: procura do público tem
diminuído ultimamente (Foto: Reprodução)A Olympikus tem até o dia 20 deste mês para apresentar sua proposta para cobrir o que foi oferecido pela Adidas - R$ 350 milhões por 10 anos de parceria. A atual fornecedora de material esportivo – que pela fase complicada do mercado aliada à baixa produção do time registra queda nas vendas de materiais do Rubro-Negro – admite que a situação é difícil. A atual parceria está em risco, mas garantida, ao menos, até o fim de 2014, quando se encerra o contrato.

- Até o dia 20 vamos conversar com o Flamengo. É uma situação difícil, estamos estudando. Nesse ano, tivemos uma queda das vendas não só de camisas oficiais, mas de toda a linha do Flamengo. A fase do time preocupa, mas a culpa não é só do Flamengo, o mercado também deu uma piorada – afirmou o diretor de marketing esportivo do Grupo Vulcabrás, Tulio Formicola.

A Olympikus também acha inviável um contrato de 10 anos de parceria com o clube diante do mercado brasileiro, ainda em busca de consolidação na relação empresa x clube de futebol.

Além disso, cada movimento da atual fornecedora tem que ser feito de forma meticulosa por conta do fervilhante ano de eleição presidencial no Rubro-Negro.



Na semana passada, um representante da Adidas almoçou com o vice-presidente de marketing do Flamengo, Henrique Brandão, e o diretor Marcus Duarte em uma churrascaria da Zona Sul do Rio. Entre linguiças e picanhas, cordialidades e troca de informações também estavam à mesa.

O valor oferecido pela Adidas é dividido entre cota de R$ 27 milhões, mais R$ 8 milhões de material esportivo. A Olympikus paga R$ 18 milhões, mais R$ 4 milhões em roupas e uniformes. Mas, em 2014, devido à correção anual do contrato com a atual fornecedora, a diferença entre as duas propostas será algo em torno de R$ 8 milhões.

A Adidas aceita adiantar R$ 25 milhões seis meses antes de o contrato entrar em vigor.

No fim de maio, a presidente Patricia Amorim recebeu na Gávea o presidente da Olympikus, Pedro Grendene, para informar sobre a oferta que recebera dias antes da empresa alemã. Caso o valor seja igualado, a atual parceira possui a preferência na renovação.

Caso o Flamengo decida romper com a Olympikus antes do término do vínculo, a multa será de R$ 35 milhões e mais R$ 8 milhões do pagamento adiantado para a construção do museu do clube, na sede social.

fonte globoesporte
Postar um comentário