Translate

domingo, 5 de agosto de 2012

Helio Ferraz nega que o contrato com a Globo esteja assinado



O vice-presidente do Flamengo Hélio Ferraz nega que o contrato do Flamengo com a Globo esteja assinado, ao contrário do que alguns vice-presidentes do clube já confirmaram ao LANCE!

- Eu garanto que não está assinado. Falo como presidente do Flamengo em exercício. Não seria moleque em mentir num assunto desses – disse. Ferraz ocupa o cargo durante a viagem de Patrícia Amorim a Londres. Ela estará de volta na segunda-feira. Ferraz negou também que o clube tenha recebido as luvas pagas pela Globo. Disse até mesmo que durante sua interinidade se reuniu duas vezes com a Globo para discutir o contrato.

Desde meados de julho, o LANCE! e depois outros órgao de comunicação vêm noticiando que o Flamengo está entre os clubes que assinaram o contrato que prorroga a cessão dos direitos do Campeonato Brasileiro até 2018 – e até já recebeu as luvas. Até a sexta-feira, essa notícia não havia sido contestada por nenhum diretor do clube, apesar de ter sido publicada várias vezes pelo LANCE! e por outas mídias.

O fato mudou de figura na sexta-feira no final da tarde quando o presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro, foi questionado pela coluna De Prima de por que esse contrato não havia sido analisado pelo Conselho. Ribeiro disse que não sabia da assinatura e que telefonaria para Ferraz para se informar.

Minutos depois, Ribeiro ligou de volta para a coluna dizendo que o contrato não estava assinado e que seria examinado pelo Conselho Fiscal na terça-feira e no Deliberativo na quinta. É a primeira vez na história recente do clube um contrato que já havia sido acertado havia mais de 15 dias foi examinado com tamanha rapidez pelos Conselhos do clube.

Ferraz diz que não foi o telefonema de Ribeiro que o fez convocar os conselhos. Segundo o presidente em exercício, ele já havia encaminhado o pedido minutos antes do telefonema, como o último ato de sua interinidade na presidência.

A questão de o contrato estar assinado ou não é crucial no Flamengo. Um presidente não pode assinar um contrato nesse valor sem passar pelos Conselhos do clube. O desrespeito a esse item do estatuto poderia ensejar o impeachent do presidente. Se quem o assinou foi Patrícia Amorim, ganharia força o pedido de impeachment protocolado contra ela.

Os Conselhos Fiscal e Deliberativo, encabeçados por aliados de Hélio Ferraz, tem promovido uma blindagem da presidente. O Conselho Deliberativo decidiu até processar o ex-presidente Marcio Braga, de oposição, por um ponto reprovado no balanço de 2008. Curiosamente, Braga é o autor do pedido de impeachment contra Amorim.

Por trás dessa questão está a eleição presidencial de dezembro. Amorim é muito popularentre os sócios e muito rejeitada entre os torcedores. Mas são os primeiros que votam. Convencidos de que têm chances muito pequenas de impedir a reeleição da presidente, até mesmo porque não conseguem se unir, grupos de oposição partiram para pedir o impeachment de Amorim.

O contrato com a Globo pode pôrlenha na fogueira.

fonte lance
Postar um comentário