Translate

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Imperador recebe camisa 10 do Fla e diz: 'Sou o Adriano de sempre'


Jogador é apresentado no Ninho do Urubu e recebe boas-vindas da presidente Patricia Amorim: 'Não vão faltar carinho, amor e estrutura'


Por Richard SouzaRio de Janeiro

Adriano é um sujeito acostumado a atrair multidões. Em 2009, lotou a arquibancada da Gávea em sua apresentação e levou quase 72 mil pessoas à loucura na reestreia com a camisa do Flamengo, no Maracanã. Três anos e três meses mais tarde, a terceira passagem do atacante pelo clube que o revelou começa de maneira discreta. Apresentado pela presidente Patricia Amorim, pelo diretor de futebol Zinho e pelo vice de futebol Paulo Cesar Coutinho na manhã quarta-feira, no Ninho do Urubu, o Imperador esteve mais para plebeu. Uma chegada sem torcida e sem pompa. Na nova chance, o contrato do jogador tem um salário em valor mínimo, com pagamento pela participação em cada jogo e, inicialmente, vai até dezembro.

- Estou feliz por retornar. As pessoas me tratam bem e confiam em mim acima de tudo. Vou trabalhar e quando me sentir bem e o Flamengo achar, volto a jogar. Sou o Adriano de sempre. Nunca serei dois. Minha família me deu educação para não ser duas pessoas. Óbvio que preciso mudar algumas coisas - disse o jogador, de 30 anos.

Antes da primeira resposta dele, a presidente Patricia Amorim fez um breve pronunciamento e entregou a camisa 10 ao "velho conhecido".

- O Clube de Regatas do Flamengo tem a honra de trazer de volta o camisa 10, velho conhecido da torcida, querido por todos, consagrado pelo Flamengo. A gente quer que a torcida receba o Adriano com o carinho e a compreensão que ele merece. Todo trabalho será feito para a recuperação desse jogador. Ele sabe que precisa. Não vão faltar carinho, amor e estrutura. Seja bem-vindo - disse.
Adriano posa com a camisa do Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)



Desde junho de 2010, há mais de dois anos, foram apenas 16 jogos - oito pelo Roma e oito pelo Corinthians - e dois gols marcados, o último deles no dia 25 de fevereiro, há quase seis meses. Depois de deixar o Flamengo, em maio de 2010, Adriano viveu momentos complicados, com lesões, complicações, polêmicas e com poucos motivos para comemorar.

Visivelmente acima do peso, terá que queimar gorduras e cumprir etapas para voltar a jogar depois de duas cirurgias no tendão de Aquiles do pé esquerdo. A última intervenção cirúrgica ocorreu há quatro meses. Na última segunda-feira, o médico José Luiz Runco examinou o jogador, disse que ele está clinicamente recuperado e será entregue à preparação física. Adriano acredita que estará pronto para jogar em aproximadamente um mês.

Após ter sido campeão e artilheiro do Brasileirão com o Flamengo em 2009, o Imperador participou da má campanha do Rubro-Negro no primeiro semestre de 2010 e decidiu voltar à Itália, onde já havia defendido Internazionale de Milão, Parma e Fiorentina. Em sua despedida do clube da Gávea, o atacante prometia recuperar a boa imagem no futebol italiano, pois deixou o Inter em abril de 2009 dizendo que queria abandonar a carreira.

A passagem pelo Roma, no entanto, foi frustrante. Depois da festa no dia 9 de junho de 2010, quando ganhou a camisa 8, Adriano nunca se firmou como titular. O Imperador sofreu com lesões. Ele disputou apenas oito jogos pela equipe italiana. Em março de 2011, o Roma rescindiu o contrato, que a princípio iria até 30 de junho de 2013.

O atacante alimentava a vontade de voltar ao Flamengo, mas Vanderlei Luxemburgo, técnico na época, não aprovou a contratação, e o jogador acertou com o Corinthians. No time paulista, mais problemas, lesões e rescisão de contrato. Adriano participou de oito partidas e marcou apenas dois gols. Depois de deixar o clube, o atacante passou pela segunda cirurgia no tendão.

O último bom momento de Adriano foi justamente no Flamengo, com artilharia e título do Brasileiro de 2009. O jogador está de volta ao clube onde diz que é sua casa. Em tempos de plebeu, o atacante começa nesta quarta-feira sua caminhada para tentar ser o Imperador. O primeiro passo é voltar a jogar. O segundo, fazer gols.

fonte linksiga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário