Translate

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Ronaldinho vira assunto proibido no Fla, e adiamento de jogo 'beneficia' rubro-negros



O tão esperado reencontro entre Ronaldinho Gaúcho e Flamengo não irá acontecer neste sábado, como marcado inicialmente, já que a CBF decidiu adiar a partida por conta do estado ruim do gramado do Engenhão. E a decisão da entidade acabou "beneficiando" os rubro-negros. Tudo porque o nome do jogador se tornou assunto proibido no clube e, agora, jogadores, comissão técnica e dirigentes não precisarão comentar mais o assunto. Pelo menos por enquanto.



A ideia não chegou a ser comunicada oficialmente, mas foi deixada clara de maneira informal nos bastidores do clube. Após uma guerra declarada na época da saída do jogador, a ordem agora é evitar novas "farpas" através da imprensa e tentar amenizar cada vez mais o assunto.

"Pelo menos enquanto eu estiver aqui, prefiro que não fale muito sobre essa briga. O torcedor pode falar o que quiser, mas internamente não vai ter nada disso. Vamos deixar o assunto para as arquibancadas e para a imprensa. O momento agora é de se preocupar apenas com as coisas dentro de campo. Temos que pensar em treinar, melhorar tecnicamente e tirar o time dessa situação que não é confortável. Não podemos perder o foco com polêmicas", disse o presidente em exercício do clube, Hélio Ferraz, mostrando que o assunto Ronaldinho vem tentando ser "abafado" nos bastidores da Gávea.

E o tema não vem sendo evitado apenas nos bastidores. Entre os jogadores, antes do adiamento confirmado da partida, o assunto Ronaldinho Gaúcho também vinha sendo tratado com cautela, sem provocações ou maiores detalhes da época da saída do jogador.



"Não tenho nada para falar do Ronaldinho. Se quiserem saber algo dele e da forma como saiu do clube, perguntem a ele. Estamos aqui apenas para falar do nosso time. Não tem nenhum gosto especial ou motivo fora do comum para enfrentá-lo", disse o goleiro Paulo Victor. E o discurso é propagado pelo elenco.

"O Flamengo não pode ficar pensando nessas coisas. As polêmicas passam longe do campo. Deixamos nas arquibancadas. É até melhor. Entre a gente, estamos preocupados apenas em reverter o momento do time. E vamos trabalhar para isso", reforçou o lateral esquerdo Ramon, que mesmo sem ter convivido com Ronaldinho, entendeu bem o "recado" para evitar o assunto.

Agora, com o adiamento confirmado, a preocupação passa a ser, de fato, apenas o momento do time dentro de campo. Mesmo com os rubro-negros evitando o assunto, o polêmico reencontro com Ronaldinho só deverá voltar à "pauta" nas próximas semanas. A CBF ainda não confirma, mas a tendência é que o jogo seja remarcado para o final do mês de agosto.

fonte link


Postar um comentário