Translate

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Cléber Santana: ‘Não sou solução, mas farei tudo para ajudar’

Cléber Santana: ‘Não sou solução, mas farei tudo para ajudar’
Meia acerta com o Flamengo e volta a vestir a camisa de um grande clube após se destacar no Avaí: 'Sei do meu potencial'


Por Richard SouzaRio de Janeiro

cleber Santana foi destaque do Avaí na Série B
(Foto: Petra Mafalda / Mafalda Press / Futura Press)

O Flamengo enxergou em Cléber Santana a última tentativa de ganhar criatividade e afastar o time da zona de rebaixamento do Brasileirão. O meia tem apresentação prevista para a manhã desta sexta-feira, último dia para inscrição de reforços no Campeonato Brasileiro. O jogador, que se destacou no Avaí com gols e liderança, aguarda a solução dos últimos detalhes do negócio para vestir a camisa rubro-negra. O contrato vai até o fim do Carioca de 2014. Cléber, de 31 anos, ainda fala com cuidado sobre o acerto, mas deixa claro que está ciente do que o espera.

- É uma felicidade imensa não só para mim, mas para minha família. Espero que tudo seja concretizado o mais rápido possível. Não sou a solução, mas farei tudo para ajudar. Vou chegar para somar, trabalhar para ajudar bastante o time - afirmou.

O jogador foi ao Ninho do Urubu na manhã desta quinta e teve um rápido contato com alguns dos profissinais da preparação física, alguns deles conhecidos. Após passagens sem muito brilho por São Paulo e Atlético-PR, o jogador, que também defendeu Santos e Atlético de Madrid-ESP, demonstra ânimo para voltar a jogar por um grande clube.

- Quando voltei da Espanha para o São Paulo (em 2010), tive um primeiro ano bom. Não conquistamos títulos, mas chegamos às finais do Paulistão e da Libertadores. No ano seguinte, chegou o (Paulo César) Carpegiani, tive que sair. Foi por opção do treinador. Fui para o Atlético-PR, voltei ao São Paulo, o (Emerson) Leão queria que eu ficasse, mas o presidente não queria. Apareceram outras coisas, mas tomei a decisão de ir para o Avaí este ano. E deu tudo certo lá. Sei do meu potencial, as coisas aconteceram com muito trabalho. De 41 jogos, joguei 40. Me destaquei. Agora espero que dê certo. Estou colhendo algo que plantei com muito esforço.

Cléber Santana foi campeão catarinense e se despediu do Avaí como artilheiro do time no ano, com 15 gols. Oito deles marcados na Série B. Na Ressacada, vestiu a camisa 10, foi líder e condutor da equipe. Escalado bem perto dos atacantes, se destacou na posição que mais gosta.

- No Santos joguei de segundo volante com o Maldonado (que está no Flamengo), que era o primeiro. Depois joguei de meia com o Zé Roberto (hoje no Grêmio), fazia gols. Me sinto bem nesta posição. Mas isso vai muito do treinador. Depende muito do Dorival, das conversas que vamos ter, dos diálogos, das necessidades. Me sinto bem na função de segundo volante para frente.

Na negociação com o São Paulo, o Flamengo ficou com 70% dos direitos econômicos de Cléber Santana e envolveu o atacante Negueba, que será emprestado a partir de janeiro de 2013. Além disso, o clube deu uma compensação financeira e emprestou ao Avaí até o fim do ano o zagueiro Thiago Medeiros e o meia Erick Flores. O zagueiro Renato Santos, de 25 anos, também foi contratado pelo Rubro-Negro e tem apresentação marcada para esta sexta.


fonte link

siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário