Translate

domingo, 23 de setembro de 2012

Love perde pênalti, mas brilha, e Fla vira sobre Atlético-GO com gols de Cléber Santana e Liedson

Por ESPN.com.br


Cléber Santana comemora gol na partida entre Flamengo e Atlético-GO no BrasileiroO cenário inicial foi parecido com cinco dos últimos sete jogos do Flamengo. Com poucos minutos de partida, o Atlético-GO conseguiu abrir o placar. E, em um roteiro que não seguiu os acontecimentos das últimas semanas, o Flamengo conseguiu o considerado improvável: virou o placar no Serra Dourada, venceu o jogo por 2 a 1 e voltou a vencer após sete duelos sem vitória.

Com o resultado, o time carioca respira no Brasileiro. Os três pontos conquistados em Goiás deixam a equipe com 31 na tabela, momentaneamente na 14ª colocação – Coritiba e Bahia jogam ainda neste domingo e podem ultrapassar o clube do Rio de Janeiro. Já o Atlético continua em último lugar, com 20 pontos.

O inferno flamenguista e a reação do Atlético pareciam que continuariam após dez minutos de jogo. Foi este o tempo necessário para Joílson, ex-Botafogo e São Paulo, aproveitar cruzamento para abrir o placar para equipe goiana.

Depois, o Fla reagiu com gols de atletas contratados recentemente pelo clube. Apresentado na última sexta-feira, Cléber Santana foi titular em sua primeira partida no time de Dorival Júnior e marcou o gol de empate, aos 35 minutos do primeiro tempo, após tabelar com Vágner Love.

O atacante ainda teve participação decisiva na virada do jogo. Afinal, foi ele quem cruzou para Liedson apenas empurrar para as redes e virar a partida para o Fla na primeira vez que marca desde que voltou ao clube carioca.


O camisa 99 ainda desperdiçou duas grande oportunidade de definir o placar. Primeiro, ele perdeu um pênalti, defendido por Márcio. Depois, sozinho, e praticamente em cima da linha, ele chutou a bola no travessão. E, de herói, ele quase virou vilão quando Felipe fez grande defesa no final, evitando o empate do Atlético-GO.



O jogo - O confronto começou com o Flamengo bsucando o ataque, principalmente pelas jogadas pela direita com Luiz Antônio. O meia Cléber Santana em sua primeira tentativa de fazer algo, acabou pisando na bola. O Atlético-GO logo conseguiu equilibrar as ações e não demorou para abrir o placar. Aos dez minutos, Marcos levou a melhor sobre Ramon e deixou a bola para Diogo Campos. O atacante chegou na linha de fundo e cruzou rasteiro para a marca do pênalti onde Joílson apareceu livre para tocar para a rede de Felipe.

Depois do gol, a partida ficou mais movimentada. três minutos depois de abrir fazer o primeiro, o Atlético-GO quase ampliou. Patric recebeu na entrada da área e chutou forte. Felipe estava bem colocado e espalmou para fora da área. A resposta do Flamengo veio em seguida. O lateral direito Wellington Silva fez boa jogada individual e arriscou de fora da área, mas viu Márcio se esticar para colocar para escanteio. Na cobrança, o goleiro goiano saiu mal e depois de um bate e rebate, Cáceres finalizou e Marcos salvou em cima da linha, impedindo o empate carioca.

O panorama do duelo seguia o mesmo, com as duas equipes se lançando ao ataque quando tinham a posse de bola. Enquanto os donos da casa passaram a errar muito antes de concluírem as jogadas, o Flamengo teve outra chance de empatar aos 24 minutos. Vagner Love recebeu passe e finalizou na entrada da área. No entanto, Márcio estava bem colocado e espalmou para tirar o perigo.
Se no primeiro lance do jogo, Cléber Santana foi mal, aos 35 minutos ele mostrou a que veio ao Flamengo. O meia fez bela jogada individual, tocou para Vagner Love, que devolveu para o estreante apenas colocar para a rede e igualar o marcador no Serra Dourada.

Na parte final do primeiro tempo, o jogo voltu a ficar equilibrado, mas sem grandes chances. Com isso, o confronto foi para o intervalo com a igualdade no placar em Goiânia.

O segundo tempo começou com o Atlético-GO melhor em campo, mas sem conseguir criar boas chances. Somente aos 16 minutos, os donos chegaram com perigo. Watthimem cruzou rasteiro pela direita e Rayllan apareceu livre, mas finalizou fraco. Assim, Felipe fez a defesa impedindo que os goianos ficassem novamente a frente no marcador. No entanto, quem fez o segundo foi o Flamengo, quatro minutos depois. Vagner Love ganhou na raça de Gilson e tocou para Liédson apenas tocar para a rede.

Mesmo depois do gol, o jogo permaneceu com da mesma forma, com o Atlético-GO atacanado mais, mas desperdiçando muitas chances de levar perigo. Já o Flamengo não conseguia organizar os avanços e dependia da raça de Vagner Love. Só que aos 37 minutos, em um contra-ataque rápido, Dodó puxou Bottinelli dentroda área e o árbitro marcou pênalti. No entanto, o goleiro Márcio voou e defendeu a cobrança de Vagner Love.

Nos minutos finais, o Atlético-GO se lançou ao ataque, mas viu o Flamengo desperdiçar muitas chances claras de marcar, com Liédson e Vagner Love. Aos 44 minutos, o Artilheiro do Amor perdeu chance incrível, quase em cima da linha, sem goleiro, ao tocar a bola e vê-la bater no travessão. Mesmo assim, os cariocas seguraram o placar e acabaram com a série negativa.


FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 1 X 2 FLAMENGO
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 23 de setembro de 2012 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo César de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luiz Souza Santos Renesto (PR)
Renda: R$ 714.975,00
Público: 23.887 pagantes
Cartões amarelos: Diogo Campos, Dodó e Eron (Atlético-GO)
GOLS
ATLÉTICO-GO: Joílson, aos 10min do primeiro tempo
FLAMENGO: Cléber Santana, 35min do primeiro tempo; Liédson, aos 20min do segundo tempo


ATLÉTICO-GO: Márcio, Marcos, Gilson, Reniê e Eron (Alexandre Oliveira); Dodó, Pituca, Ernandes e Joílson (Rayllan); Patric e Diogo Campos (Watthimem)
Técnico:Artur Neto

FLAMENGO: Felipe, Wellington Silva, Frauches, González e Ramon; Cáceres (Bottinelli), Ibson (Amaral), Luiz Antonio e Cléber Santana; Adryan (Liédson) e Vagner Love
Técnico: Dorival Júnior


fonte link


siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário