Translate

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Nada é por acaso: nova diretoria do Fla trocou ideias com Ferran Soriano, ex-Barcelona e atual Manchester City, e Leonardo, do PSG

Por Pedro Henrique Torre,


Executivos bem sucedidos em suas áreas, os novos comandantes do Flamengo sabem que a bola não entra mesmo por acaso. A promessa de profissionalização dos departamentos do clube e a expectativa de reviravolta nos cenários nacional e internacional fizeram os integrantes da Chapa Azul beber das melhores fontes do mercado executivo do futebol. Antes de negociar e anunciar a contratação de Paulo Pelaipe para o departamento de futebol, Eduardo Bandeira de Mello e seu grupo trocaram ideias com nomes renomados do cenário esportivo mundial: ninguém menos do que Ferran Soriano, ex-diretor executivo do Barcelona e atualmente no Manchester City, e Leonardo, ex-jogador revelado pelo clube e atual diretor esportivo do Paris Saint-Germain.


Getty Images

Ferran Soriano, à esquerda, está atualmente no City
Soriano foi o grande responsável pela revolução que transformou o Barcelona no clube de maior sucesso no mundo atualmente. Entre 2003 e 2008, ele traçou o planejamento para levar os catalães, então em fase difícil financeira e tecnicamente diante dos galácticos do rival Real Madrid, a retomar o caminho de glórias. Sob a batuta de Ferran Soriano, o Barça teve um aumento de lucros de 233%, conquistou títulos importantes, revelou Messi e transformou-se, talvez, na marca mais admirada no mundo do futebol atualmente. O sucesso foi tão grande que o diretor lançou um livro chamado "A bola não entra por acaso", considerado uma bíblia da gestão profissional esportiva.


O último encontro dos integrantes da Chapa Azul com o espanhol ocorreu durante a feira de futebol Soccerex, no Rio de Janeiro, na última semana. Mais pontos foram debatidos sobre profissionalização no futebol atualmente. Nos três pilares da filosofia de Soriano, os lucros vêm de receitas com exploração do estádio, cotas de transmissão de tv e marketing. No âmbito esportivo e, especificamente, no futebol, outra ideia de Soriano encontra reflexo no futuro comitê gestor do futebol rubro-negro: o pagamento de salários e bonificações de acordo com a performance apresentada em campo, além de metas previamente estipuladas.


No decorrer das buscas por boas ideias para modificar o panorama do futebol do Flamengo, os executivos da Reuters


Leonardo, à direita, parabenizou Eduardo Bandeira de Mello
Chapa Azul conversaram e receberam sugestões de Leonardo. Revelado pelo clube quando jogador e atualmente diretor esportivo do Paris Saint-Germain, o tetracampeão é um sonho distante para ocupar um cargo profissional no futebol rubro-negro no futuro. Diante do incrível poderio financeiro do clube francês, nada além de uma simples troca de ideias sobre como gerir de maneira eficiente o departamento de futebol é possível. A relação, ainda assim, é estreita: logo após a confirmação da vitória da Chapa Azul na eleição rubro-negra, o presidente eleito, Eduardo Bandeira de Mello, recebeu uma mensagem de felicitação de Leonardo. Ao menos no campo das ideias, o futebol rubro-negro parece já vivenciar caminhos bem diferentes de anos de gestões amadoras.




fonte link

siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário