Translate

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Liberação de Jonathan pode custar mais de R$ 10 mi ao Flamengo

Indicado por Dorival Júnior, lateral agrada e clube sonda valores. Jogador já estava em lista de reforços feita por técnico e Zinho no fim do ano passado


Eduardo Mendes

Jonathan não conseguiu se firmar na Inter (Foto: Simone Ferraro/AFP)

O Flamengo firmou o compromisso de quitar as pendências com o atual grupo para, depois, negociar com nomes tarimbados para o Campeonato Brasileiro. E o lateral-direito Jonathan encontra-se nesta situação. O interesse pelo jogador foi noticiado na manhã de terça-feira pelo Blog do Benja, no LANCE!Net. A transação, porém, esbarra na questão financeira.

Indicado por Dorival Júnior, o jogador encontrava-se em pauta no clube desde o fim do ano passado, quando Zinho ainda era o diretor de futebol. A sugestão foi passada para a nova cúpula, que sondou os valores nas últimas semanas antes de acertar a renovação do contrato de Léo Moura por mais uma temporada. O clube, entretanto, ainda não formalizou proposta.

Com contrato vigente na Inter de Milão até 2015, os italianos desejam receber entre 3,5 milhões de euros (R$ 9,3 milhões) e 4 milhões de euros (R$ 10,6 milhões) para vender a totalidade dos direitos econômicos do jogador. Ele ganha cerca de um milhão de euros (R$ 2,6 milhões) por temporada, equivalente a R$ 216 mil mensais.

Sem conseguir se firmar na Inter, Jonathan chegou a ser emprestado ao Parma, em 2012, e deseja retornar para o futebol brasileiro. O jogador já recebeu duas sondagens de clubes do país recentemente.


Sob a batuta do atual treinador rubro-negro, Jonathan conseguiu uma ascensão no Cruzeiro, quando ganhou sequência no Campeonato Brasileiro de 2007. Duas temporadas antes, o lateral-direito havia sido promovido da base do clube mineiro, mas não foi titular.


O nome de Jonathan era apenas um de sete em uma relação que foi estudada pelo ex-diretor de futebol e pela comissão técnica de Dorival.
Além dele, o zagueiro Gil, que está no futebol francês e acerta a transferência para o Corinthians, também foi pretendido, mas as conversas não avançaram na época.

Sem loucuras


A nova política do Flamengo não prevê alto investimento nas contratações para o primeiro ano, pelo menos neste momento. O diretor executivo Paulo Pelaipe já avisou que o clube não entrará em leilão e acertará com jogadores dentro das condições atuais para cumprir o prometido e não correr o risco de ficar em débito.





fonte link




siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário