Translate

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Satisfeito com chegada de trio, Dorival ainda espera um camisa 10

Na primeira coletiva de 2013, técnico se mostra otimista para a temporada, mas pede paciência para montar o novo Flamengo


Por Richard SouzaRio de Janeiro


Na primeira entrevista de 2013, Dorival Júnior manteve o discurso que o marcou na temporada passada. Se antes pedia paciência aos torcedores do Flamengo para organizar um time que sofria no Campeonato Brasileiro, agora o pedido é para que os rubro-negros tenham calma com a montagem do grupo e da nova equipe. Nesta sexta-feira, o técnico mostrou-se satisfeito com a contração dos três primeiros reforços, mas não quer que o clube pare por aí.Elias, Gabriel e João Paulo foram anunciados nesta quinta e devem ser apresentados na próxima segunda. A busca por um camisa 10, segundo ele, continua.

- Estamos atrás, vamos ter paciência, mas caso não achemos é natural dar chance aos que aqui estão. O Mattheus, por exemplo, que ano passado começou a ter suas oportunidades. Tudo vai ser de maneira tranquila com a manutenção de uma base de um ano anteiror, acrescentando jogadores. É importante que a torcida tenha paciência. Acho que são jogadores importantes (trio contratado), com algumas características pontuais detectadas ao longo de quatro, cinco meses de trabalho. Que venham, sejam felizes, que possam fazer o melhor pelo Flamengo. Acredito muito nesse primeiro momento da equipe, na reformulação que vai existir e também na manutenção de jogadores importantes, alguns garotos aparecendo, é uma mescla interessante. Naturalmente que se precisa de tempo para que se alcance a regularidade. Acredito muito nessa nova formação.

Um dos nomes que a diretoria trabalha para reforçar o Flamengo é o do meia Carlos Eduardo, do Rubin Kazan, mas Dorival se limitou a elogiar o jogador.

- Não vou falar de nomes. Sobre ele, só posso dizer que é um grande jogador e todo grande jogador interessa a um grande clube.

Dorival Junior no treino do Flamengo na praia (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)

Sobre o volante Elias, principal nome anunciado até agora, Dorival destaca a versatilidade. O treinador espera que o jogador, que estava em baixa no Sporting, de Portugal, volte a se destacar como nos tempos de Corinthians, entre 20008 e 2010.

- Penso no Elias na mesma função que vinha atuando no Corinthians, por último no Sporting, um jogador de chegada rápida, vem bem de trás, tem velocidade na retomada de bola. Se repetir o que fez da Ponte Preta para frente, será um reforço muito grande para a formação que consideremos ideal para a equipe.

Dorival descartou usar Gabriel como um camisa 10, responsável pela criação de jogadas. O meia-atacante, de 23 anos, também tem facilidade de realizar mais de uma função. Foi assim que se destacou no Bahia e conseguiu ser uma das revelações do último Brasileiro.

- O Gabriel já jogou em várias funções. Lateral, meia, atacante, ala pelo lado, atacante pelo lado. Não tem essa característica (camisa 10).

O técnico quer mais reforços e, apesar de dizer que ainda conta com jogadores como Liedson e Cleber Santana, que ainda podem deixar o clube, afirma que o grupo não está fechado para saídas.

- Dificilmente o grupo se manterá fechado. Nós sabemos que negociações acontecem. A qualquer momento podem aparecer jogadores oportunizando contratação ou uma venda. Estamos e estaremos sempre abertos. O Liedson está aqui dentro, contina fazendo parte dos planos, não há alteração nenhuma. O Cleber (Santana) mostrou qualidades e condições. Não temos nenhum meia nesse momento. Acredito que com o crescimento da equipe o Cleber deve crescer.

O Flamengo se prepara para a estreia no Campeonato Carioca. A partir da próxima semana, os treinos táticos e coletivos vão começar. O time começa o estadual contra o Quissamã, dia 19, no Engenhão.


fonte link



siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário