Translate

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Cúpula do Flamengo pedirá afastamento de ex-dirigente acusado de agredir diretor no Engenhão



Cacau Cotta, à direita, com a mulher e as filhas Foto: Arquivo pessoal
Extra


A cúpula do Flamengo que apoiou a eleição do presidente Eduardo Bandeira de Mello vai solicitar nesta segunda-feira, em comunicado oficial, a proibição do ex-dirigente Cacau Cotta , que foi vice de administração da ex-presidente Patricia Amorim, de entrar na sede do clube na Gávea, por ter agredido o atual diretor-executivo Clément Izard no Engenhão no último domingo, durante o jogo contra o Botafogo.

Segundo integrantes da nova diretoria, Cacau desferiu socos pelas costas quando Clément deixava a arquibancada do estádio para comprar bebida, gritando que o diretor demitiu parentes seus da administração do clube. A agressão foi registrada no Juizado Especial Criminal (Jecrim) do Engenhão.

Procurado, Cacau Cotta alegou que não foi ao jogo e estava com a família em um shopping na Barra da Tijuca, e postou uma foto no Facebook por volta de 21h30.

- O ônus da prova é de quem acusa - disse.

A nova diretoria aconselhou a alguns funcionários que tenham cuidado e evitem assistir aos jogos da arquibancada dos estádios para evitar confusões do gênero. Alguns funcionários alegam estar sendo ameaçados por integrantes ligados a gestão anterior e temem pela segurança.


Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário