Translate

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Dorival freia euforia e alega que esquema 'ainda não deu certo'




Técnico mantém cautela depois da vitória sobre o rival Vasco, garante que Fla ainda vai oscilar no campeonato e pede que não rotulem sua equipe


Por Alexandre Lozetti e Janir JuniorRio de Janeiro


Dorival Junior conversa com Hernane durante o
clássico (Foto: Jorge William / Agência O Globo)

A vitória por 4 a 2 sobre o Vasco, o bom futebol apresentado e a evolução de alguns jogadores do time. Nada disso serviu para Dorival Júnior diminuir a cautela em relação à sequência do Flamengo na temporada. O técnico não deu um sorriso sequer em sua entrevista após o clássico. Ele avisou que seu time ainda vai oscilar em relação ao rendimento e alegou que o esquema com três atacantes - o qual pretende usar durante toda a temporada, com as entradas de Carlos Eduardo e Gabriel e com a opção de escalar garotos - ainda não deu certo.

Sem euforia, Dorival elogiou a participação do grupo no triunfo diante do Vasco, mas fez sempre uma ponderação. Disse, por exemplo, que Rafinha, destaque da partida, ainda pode evoluir muito, e que o jogador sabe disso. Outro atleta citado foi o volante Elias, que disputou sua segunda partida com a camisa rubro-negra e atuou os 90 minutos. O comandante aprovou sua atuação, mas deixou claro que ele ainda está aquém da forma física ideal.

- A sequência de jogos vai possibilitar um crescimento, que os jogadores se encontrem. Ainda é muito cedo para que nos definamos. O brasileiro rotula muito fácil, e isso não é conveniente. Os meninos estão entrando num momento importante, precisam continuar trabalhando com intensidade, força, determinação. Na maioria das vezes, as equipes se perdem porque alteram um comportamento que vem dando certo, passam a não dar importância a alguns detalhes. Cabe a mim mostrar que nem tudo foi muito bom - ponderou.



Outro ponto citado pelo treinador foi o esquema com três atacantes inexperientes. Dorival já adiantou que pretende atuar com essa formação tática durante o ano, e para isso espera utilizar o mais rapidamente possível jogadores como Gabriel e Carlos Eduardo, contratados no início de 2013. Questionado se sua opção por dar chance a Nixon, Rafinha e Hernane havia dado certo, ele disse que ainda é cedo para afirmar isso.

Conhecido por lançar muitos jogadores das categorias de base, Dorival afirmou que gosta de fazer esse tipo de trabalho, e que vai continuar, sem preocupação com resultados imediatos.

- Muitos desses jogadores tiveram uma performance muito boa, mas ainda não deu certo. Em todas as equipes acreditamos nos garotos porque acho que esse é o caminho. Não tenho receio de lançar jogadores, não me preocupo com resultados imediatos nem com o desempenho imediato deles. Vejo futebol assim e vou continuar a fazer. Acho que só assim para termos novamente um Flamengo forte no futuro.




Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário