Translate

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Dorival rejeita estreia de CE10 contra Bota. Pirulito e Gabriel podem jogar




Carlos Eduardo só deve participar da fase final da Taça Guanabara, depois do dia 24 de fevereiro. Zagueiro Alex Silva está perto de poder reestrear


Por Richard SouzaRio de Janeiro



Dorival mantém cautela quanto a Carlos
Eduardo (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)

Depois de enfrentar o Friburguense nesta quarta-feira, em Macaé, o Flamengo terá um período de dez dias sem jogos. O time só voltará a campo no dia 17, contra o Botafogo, pela sétima rodada da Taça Guanabara. Ainda não será o momento de ver Carlos Eduardo em campo. Segundo o técnicoDorival Júnior, a estreia do meia no clássico está descartada.

- Ainda não, está distante. Fizemos um apanhando dos jogadores do elenco, e a posição de todos os preparadores bateram, temos que aguardar um pouco mais – disse.

Carlos Eduardo está em sua segunda semana de pré-temporada no Flamengo para perder peso, recuperar a forma física e ajustar os ponteiros para a hora certa de estrear. Mas, apesar de o novo camisa 10 acreditar que em duas semanas estaria pronto para jogar, a data ainda não está definida. A projeção é que o meia-atacante seja preparado para a fase final da Taça Guanabara. As semifinais começam depois do dia 24.

No período de pouco mais de uma semana sem jogos, Dorival terá tempo para dar um pouco de descanso aos jogadores que estão em ação e preparar outros para começar a entrar na equipe. São casos de Alex Silva e Gabriel. O zagueiro e o meia passam por uma fase de reforço muscular, mas devem estar prontos para enfrentar o Botafogo.

- Se não houver uma alteração, teremos o Alex numa outra condição, talvez o Gabriel. Já começaremos a ter um esboço daquilo que possa ser a equipe.



Na sexta-feira da semana passada, Carlos Eduardo realizou, durante 40 minutos, seu primeiro coletivo. O meia-atacante, ainda sem o ritmo de jogo ideal, demonstrou disposição, arriscou chutes a gol, mas ainda sentiu muito as condições físicas.

Desde 2010 - entre opções do treinador do Rubin Kazan, seu ex-clube, e uma grave tendinite no joelho direito que o atrapalhou durante quase dois anos - o meia disputou apenas 13 partidas. E fez dois gols.

Já no caso de Gabriel, segundo o preparador Celso de Rezende, a espera está dentro do planejamento traçado para o jogador: ganhar seis quilos de massa muscular.

Com Alex Silva os cuidados são maiores por conta do histórico de lesões nos joelhos. A última foi no ano passado, pelo Cruzeiro, e ele teve de passar por cirurgia.



Fonte Link


Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário