Translate

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Fla traça plano para proteger revelações que já estão na vitrine



Por Pedro Henrique Torre, no Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br


Vipcomm

Rafinha está em alta após grande atuação contra o VascoDe olho no futuro, o Flamengo não deseja repetir os erros do passado. De uma vez só, o clube lançou vários garotos ao elenco profissional. A vitrine é considerada proveitosa e essencial para render lucros futuros, mas o caso do meia Mattheus acendeu a sirene vermelha no departamento de futebol, agora sob nova gestão. Por isso, a diretoria já iniciou conversas para estender o vínculo com seus novos talentos. A atuação primorosa de Rafinha, de 19 anos, no clássico contra o Vasco só tornou a necessidade mais urgente. A situação de Mattheus foi, mesmo, emblemática para os comandantes do futebol.


Aos 18 anos, com passagens pelas seleções brasileira de base e com um pai reconhecido no mundo todo, o tetracampeão Bebeto, Mattheus tem contrato com o Flamengo até o fim desta temporada. A negociação para a ida à Juventus fracassou. No fim do ano, porém, o meia pode deixar o clube sem render um centavo sequer aos cofres da Gávea. Internamente, a atual diretoria lamenta a falta de cuidado da antiga gestão com as revelações. A tarefa de estender o contrato de Mattheus anteriormente e dar maior manobra para o clube em negociações com clubes interessados já deveria ter sido realizada.


Justamente por isso, o diretor-executivo de futebol, Paulo Pelaipe, pretende intensificar as negociações para estender o vínculo dos garotos que já chamam a atenção do mercado. A lista está escolhida e, claro, Rafinha, Adryan, Nixon e Thomás a integram. Todos os representantes destes jogadores serão chamados para tratar da extensão dos contratos, um a um. No papo, previsão de reajuste, bonificações por vitórias e aumento da multa rescisória, como reza a cartilha do novo departamento de futebol rubro-negro.


"Passando o Carnaval, vamos conversar com todos eles. Não vamos deixar para o último ano de contrato. Isso acabou no Flamengo. Já conversei com o Reinaldo Pitta sobre o Adryan, por exemplo. O contrato dele termina em abril do ano que vem. A filosofia quanto a isso mudou", afirmou o diretor-executivo de futebol, Paulo Pelaipe.



Os contatos para que o Flamengo se resguarde vêm sendo feitos desde o início do ano. Reuniões com os
Vipcomm

Adryan já foi procurado e contatos vão se intensificar

representantes do fundo de investimento MFD Sports, que agencia ou tem participação em direitos econômicos de jogadores como Thomás e Rafinha, já foram realizadas. O primeiro está em situação confortável, com contrato até o fim de 2016. Já Rafinha tem acordo até o fim de 2014, mesmo caso de Nixon. Com apenas 19 anos, ele aparece com destaque em possíveis investidores no mercado. Adryan possui vínculo até abril de 2014 e já despertou interesse de clubes como o Manchester United.


Rafinha, aliás, esteve envolvido em polêmica em 2010, que causou a saída do então diretor de futebol e maior ídolo do clube, Zico. O atacante pertencia ao CFZ, clube do Galinho, que foi arrendado pelo MFD Sports. Com o acordo entre Flamengo e CFZ, o clube teria direito a 50% dos direitos do jogador. Um inquérito foi instaurado no clube para investigar a situação. Irritado e desgastado com a situação, Zico pediu demissão e deixou o clube rachado com a antiga gestão, de Patricia Amorim.


A negativa à Juventus por Mattheus teve como desejo, também, dar um aviso ao mercado. O clube lucraria cerca de 2,5 milhões de euros na negociação, mas não de forma direta. A oferta foi considerada baixa. Ainda que se encontre em dificuldades financeiras, o clube não deseja ver os jogadores revelados na base desvalorizados, o que, consequentemente, gera ofertas abaixo do esperado.


"Os clubes europeus têm de respeitar o Flamengo, a torcida do Flamengo, a camisa. Não é chegar aqui, oferecer migalhas e levar o jogador. Isso não vai acontecer mais no clube", afirmou Pelaipe.



Nesta nova filosofia, o clube pretende realizar um trabalho motivacional com os atletas ao longo das categorias de base. Como mote, o interesse em jogar com a camisa do clube. Um novo coordenador para as categorias inferiores já está contratado e será anunciado na próxima semana. Marcos Biasotto, ex-Grêmio, é o mais cotado para a vaga. A ele caberá o papel de preparação dos jogadores da categoria mirim até os juniores. O departamento de futebol busca que atitudes como a de Mattheus não se repitam.


"Tivemos reuniões com representantes do Mattheus. A família não quer que ele fique. O próprio jogador disse que não queria ficarno Flamengo ao Wallim. Como pode um jogador de 18 anos dizer que não quer ficar no Flamengo? Não pode. Para ficar no clube tem de ter tesão", disse Pelaipe.


Ao longo dos anos, o clube perdeu bons valores como Djalminha, Paulo Nunes, Adriano, Julio Cesar e Reinaldo quase a troco de nada. Capítulos que a torcida, certamente, não deseja mais ver.


Fonte Link


Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário