Translate

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Flamengo aguarda aprovação de R$ 7 milhões para concluir obras do profissional




Projeto passou por reformulação e custo aumentou. Reunião para possível liberação acontecerá em 15 dias



Bruno Braga, Eduardo Mendes e Pedro Barboza - 16/02/2013 - 07:02 Rio de Janeiro (RJ)

Construção do módulo do profissional está parada (Foto: Paulo Sergio)

A conclusão das obras do módulo para o profissional no Ninho do Urubu poderá acontecer somente em 2014. Nas duas próximas semanas, o vice de patrimônio do clube, Alexandre Wrobel, terá uma reunião para saber ser os R$ 7 milhões necessários para a o término da construção serão disponibilizados ao clube.


– Com o dinheiro em caixa terminamos as obras em seis meses, considerando apenas a obra civil, sem o mobiliário – explicou Wrobel, ao LANCE!Net.


O projeto apresentado em 2011 custaria cerca de R$ 7,5 milhões para os módulos 16 e 17 – destinados ao grupo principal – e com previsão de entrega em fevereiro de 2012.


Alterações, porém, foram feitas e a empreitada ganhou incrementos, como por exemplo, duas novas piscinas para o parque aquático e acabamento diferente dos quartos. Fato que, atrelado à correção do índice de preços, aumentou o custo do Núcleo de Alto Rendimento, como será chamado o módulo.


O clube já tinha angariado uma verba oriunda do projeto Rubro-Negro Para Sempre e da parceria com a Brahma. A companhia de bebida, inclusive, já assegurou a compra dos equipamentos que serão instalados na futura academia. O custo do material foi de R$ 800 mil. Além disso, a Brahma arcará com as despesas da nova sala de imprensa, que terá backdrop led.


– Teremos a sala de imprensa mais moderna do país – apostou Alexandre Wrobel.

Recursos podem vir por quatro fontes

O Flamengo trabalha em quatro frentes de trabalho para concluir o módulo profissional até o fim deste ano. Há previsto, além da verba da Brahma, um dinheiro da prefeitura – cerca de R$ 9 milhões –, a arrecadação por meio do Morro da Viúva – aproximadamente R$ 10 milhões – e mais os próprios recursos financeiros do clube. O valor total da empreitada, entretanto, não pode ser estimado por enquanto.


– Como temos essa parceria com a Brahma, não há como, ainda, precisar o valor total da obra – explicou Alexandre Wrobel.


Elaborado em 2005, o projeto de construção do centro de treinamento foi reformulado e entregue no início de 2011 com seu corpo definitivo, que passou por recentes alterações.


As primeiras obras a serem feitas no Ninho do Urubu englobariam o complexo do Núcleo de Formação destinado ao futebol de base. Mas em função de um conselho do técnico na época, Vanderlei Luxemburgo, o profissional terá o prédio erguido antes.

Agrônomo é contratado

Em função dos recentes problemas com os gramados dos campo que recebem os treinos do profissional, o Flamengo contratou uma empresa e um agrônomo terceirizados para os cuidados com os cinco campos do Ninho do Urubu.


Esse foi um pedido do diretor executivo, Paulo Pelaipe, após o técnico Dorival Júnior ter avaliado que o gramado estava ruim para os treinamentos.


No fim de maio de 2012, o campo cinco, onde os jogadores têm o costume de treinar, recebeu grama que foi financiada pela Brahma. O custo do investimento foi de aproximadamente R$ 600 mil.


Na terça e na quarta-feira, o gramado passou por retoques e também teve a grama cortada. O goleiro Felipe chegou a dizer que o grupo gostaria de contar com um campo melhor para treinar.

Como era o projeto em 2011

Só profissional
Para construir o Núcleo de Alto Rendimento – módulos 16 e 17 –, que atenderá o grupo principal e será erguido primeiramente, o clube desembolsaria, segundo previsão na época, R$ 7,5 milhões.

Módulo 16
Abrigará um auditório com 63 lugares, cozinha, quarto de estudo, sala de estar, refeitório e um alojamento para funcionários. No segundo andar serão 24 quartos duplos, nos quais os jogadores
irão dormir.

Módulo 17
Será feito um centro de integração entre todas as áreas médicas, com piscina fisioterápica e sala de musculação. Haverá também nesse local sala de imprensa, cinco vestiários e depósito para os materiais esportivos.

Previsão
O módulo destinado ao profissional ficaria pronto, segundo estimativa feita no início de 2011, em fevereiro de 2012. E a conclusão do CT poderia acontecer no fim daquele ano.


Fonte Link


Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário