Translate

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Jogadores do Flamengo cobram melhorias em gramado do CT Ninho do Urubu




Gramado do campo 5 do centro de treinamento vem incomodando atletas do Flamengo
Pedro Ivo Almeida
Do UOL, no Rio de Janeiro



A participação do meia Carlos Eduardo não foi o único destaque do treinamento do Flamengo da manhã desta quarta-feira. Além da "estreia" do camisa 10 entre os titulares no coletivo, chamou a atenção de todos os presentes o estado ruim do gramado do campo número 5 do CT Ninho do Urubu. E alguns jogadores não esconderam a insatisfação com o problema que já dura alguns dias.

Sem meias palavras, o goleiro Felipe representou os outros companheiros rubro-negros e cobrou melhorias no centro de treinamento.

OBRAS PARALISADAS E MUITO ENTULHO NO CT DO FLAMENGO


Atrás de um dos bancos de reserva do campo 5, entulho de obra paralisada fica acumulado Obras de infra-estrutura do local também estão paralisadas e atrapalham circulação no CT


"Estamos fazendo a nossa parte no campeonato e queríamos um campo melhor para treinar. É importante ter um gramado em condições para evitar os riscos de lesões. Sabemos que a diretoria está tentando resolver isso e melhorar. Vamos aguardar", disse o camisa 1.

Com cinco campos oficiais no Ninho do Urubu, o Flamengo não tem nenhum que esteja em perfeitas condições para o uso dos atletas. Com o corte de parte da verba de obras do local, o clube tem apresentado dificuldade para cuidar do local. Atualmente, os campos 4 e 5, que abrigam os treinos do time profissional, têm sofrido com falta de manutenção.

O campo número 1, que abrigou os treinos da temporada 2012, nem sequer vem sendo aproveitado. Sem verba para a manutenção durante o período de férias do futebol, o mesmo acabou sendo "abandonado" pela equipe.

E os problemas no campo não desagradam apenas os jogadores. O técnico Dorival Júnior deixou clara a sua irritação com os inúmeros tufos de grama e a irregularidade do gramado em que precisa preparar sua equipe para o clássico do próximo domingo, no Engenhão, contra o Botafogo.

Procurado pela reportagem do UOL Esporte para comentar o assunto, o vice-presidente de patrimônio do rubro-negro, Alexandre Wrobel, não atendeu as ligações. A versão oficial do clube diz que a penhora de parte das receitas tem prejudicado a manutenção do Centro de Treinamento.

Fonte Link


Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário