Translate

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Mattheus treina, troca palavras e um distante sinal de positivo com diretor




Um dia após Fla recusar proposta do Juventus, meia participa de atividade com reservas e conversa rapidamente com Pelaipe, que o criticara à tarde


Por Janir JúniorRio de Janeiro




Nesta sexta-feira, um dia depois de o Flamengo recusar a proposta da Juventus, Mattheus esteve normalmente no Ninho do Urubu. O jogador participou do coletivo que contou com Carlos Eduardo, juniores, reservas e jogadores que dão prosseguimento à pré-temporada. No fim da atividade, o diretor executivo Paulo Pelaipe esteve em campo, trocou algumas poucas palavras com o meia, e eles se despediram com um singelo e distante cumprimento de positivo.

Mattheus e Pelaipe trocam cumprimento distante no campo do Ninho do Urubu (Foto: Janir Júnior)

Mesmo treinando entre os profissionais, o aproveitamento de Mattheus ainda está em aberto. O jogador, que tem contrato até o fim do ano, revelou a dirigentes sua vontade de deixar o clube.

Antes mesmo do treino, Pelaipe disse que espera uma mudança de postura do jogador.

- O Mattheus e a sua equipe não quiseram renovar o contrato, ele avisou pelo procurador que não queria ficar. Mas a proposta (do Juventus) não era nos padrões que o Flamengo quer. Os clubes não vao chegar e levar assim. Quem determina é o Flamengo, os números não estavam na realidade. Agora vamos ver se ele coloca a cabeça no lugar, muda de postura. Não deu para entender por que disse que não tinha cabeça para jogar aqui. Tomara que reveja isso, senão vai ficar treinando até o fim do ano, quando acaba o contrato - disse Pelaipe à Rádio Brasil.



Em meio às negociações sobre o futuro de Mattheus, o vice-presidente de futebol, Wallim Vasconcellos, e Pelaipe receberam a informação de que o jogador, em uma decisão em consenso com a família, não queria mais ficar no Flamengo.

Se não estender seu compromisso com o Flamengo, Mattheus poderá assinar pré-contrato com outro clube a partir de 30 de junho. Os dirigentes tentaram por mais de uma vez avançar nas conversas para discutir uma renovação, mas nada evoluiu.

Aos 10 anos, o garoto começou no futsal do Flamengo e, em 2006, passou para o futebol de campo. Tratado como promessa rubro-negra, ele não chegou a se firmar entre os profissionais.

Depois de subir à equipe principal em 2012, até agora, ele disputou 12 jogos pelo clube, apenas três deles como titular, sem fazer gols.

Nome constante em convocações de Seleções de base, o meia teve participação discreta no Sul-Americano Sub-20 deste ano, no qual o Brasil decepcionou e acabou eliminado na primeira fase, sem conseguir a classificação para o Mundial da categoria. Na competição disputada na Argentina, ele foi observado por olheiros de clubes europeus, entre eles o Juventus.



Fonte Link


Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário