Translate

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Novo capítulo do polêmico clássico: líderes, Brasília e Fla duelam no DF




Com clima acirrado e um histórico de confusões, dentro e fora da quadra,
maiores rivais do basquete brasileiro se enfrentam nesta quinta pelo NBB


Por GLOBOESPORTE.COMBrasília e Rio de Janeiro



Brasília e Flamengo se preparam para escrever nesta quinta-feira mais um capítulo do maior clássico do basquete brasileiro. Líderes do NBB, os times se enfrentam no Ginásio Nilson Nelson, no Distrito Federal, às 21h, mais uma vez com a promessa de um grande jogo. E o duelo entre os dois únicos campeões do NBB também é quase garantia de polêmica, uma vez que a rivalidade fugiu do controle em alguns momentos no histórico do confronto. O SporTV transmite a partida, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.

– Da nossa parte e nem da parte dos meninos do Brasília existe essa intenção de confusão. Cada um só quer mostrar quem é o melhor time do Brasil hoje. As nossas partidas são nervosas, então temos que tentar não deixar essa ficar muito nervosa também. Precisamos tentar fazer o nosso jogo, não entrar muito na pilha dos jogadores deles de falar com a arbitragem. É fazer o que temos feito e tomar conta do jogo – afirmou o ala Marquinhos, do Flamengo.



A rivalidade ganhou ares de jogo de futebol em 2007. A base do time do Brasília atuou no Campeonato Carioca daquele ano numa parceria com o maior rival do Flamengo, o Vasco. A partir daí, o clima dos jogos só ficou mais quente.

- Essa rivalidade já vem de muito tempo. São os únicos times que ganharam o NBB, então ela foi criada pelos jogadores, pelas cidades, pelos times... Aqui em Brasília também tem muitos flamenguistas. Acaba que existe aquele clima diferente. Qualquer outro time que vem jogar aqui não tem torcida nenhuma. Não existe uma preocupação em manter a calma. É só saber ponderar. Lógico que não vamos conseguir manter o alto nível o tempo todo. Mas, na hora da decisão, é tentar manter a cabeça tranquila – destacou o ala Alex, do Brasília.

O episódio mais grave aconteceu no dia 30 de maio de 2010. O Brasília venceu por 85 a 84 e abriu 2 a 1 na série final da temporada 2009/2010. Após o fim da partida, uma pancadaria generalizada. Torcedores do time candango invadiram a quadra e brigaram com jogadores rubro-negros. O pivô Wagner foi atingido por uma lata no rosto, e o assistente-técnico André Guimarães passou mal com o spray de pimenta lançado pela polícia. Ele desmaiou no vestiário.

- Foi a pior confusão, com certeza, mas foi com a torcida, que atirou uma lata dentro de quadra no Wagner. O clima entre os jogadores, na verdade, é tranquilo. Durante a Liga das Américas nós viajamos no mesmo voo, alguns jogadores sentaram juntos, não tem problema algum. É claro que existe uma rivalidade e todo mundo quer ganhar. Por isso, às vezes os ânimos esquentam, mas é apenas dentro de quadra. Acho que a pressão é muito maior do lado de fora, e isso infelizmente às vezes atrapalha o jogo – disse o rubro-negro Duda.

As reclamações com a arbitragem também são uma constante nos confrontos. Com três expulsos no jogo do primeiro turno, incluindo ele próprio, o técnico do Brasília, José Carlos Vidal, espera que seus jogadores controlem os ânimos.

- Sei que eles reclamam bastante, e isso não é de agora, mas desde que começaram como jogadores. Alguns têm um estopim um pouco mais curto, mas eles estão tendo que administrar porque sabem que isso pode nos prejudicar. Agora, é claro que tudo depende também da qualidade técnica da arbitragem.

Fonte Link


Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário