Translate

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Ponto forte de Patricia Amorim ganha adaptação em nova gestão do Fla




Fla-Gávea passa por reestruturação e ganha estilo de trabalho semelhante ao de outros setores, como o próprio futebol



Alexandre Araújo e Eduardo Mendes

Gávea foi ponto forte da gestão de Patricia Amorim (Foto: Bruno de Lima)

Um dos poucos pontos de aprovação da gestão da ex-presidente Patricia Amorim, o Fla-Gávea sofreu uma adaptação a partir deste ano, com a entrada de Eduardo Bandeira de Mello e a Chapa Azul no poder do clube. A pasta, que antes tinha apenas um vice-presidente, agora tem um diretor executivo e um gerente, ganhando hierarquia parecida com a já vista em outros setores do clube, como o próprio futebol.

E após a saída de José Carlos Dias – que chegou depois da aproximação de Márcio Braga à chapa e pediu demissão no começo da semana –, o setor, agora, é formado basicamente por homens-fortes da chapa presidencial, com Claudio Pracownic como vice-presidente interino, Alexandre Petroni como diretor executivo e ainda Clément Izard como gerente (os dois últimos, remunerados).

Uma prova da importância que a atual diretoria está dando ao Fla-Gávea foi a rapidez com que tentaram suprir a despedida de Cheirinho (como era conhecido José Carlos) e poucos dias depois anunciaram Pracownic, de forma interina, como o novo nome para a vice-presidência.

A reunião para a solução do assunto, inclusive, aconteceu já na segunda-feira, dia seguinte ao pedido de demissão de José Carlos.

Atualmente, Pracownic também é responsável pela vice-presidência de Administração e Tecnologia da Informação, até a escolha de uma outra pessoa que a diretoria considere dentro do perfil. O próprio reconhece que o clube necessita de pessoas diferentes para os cargos.

Porém, a diretoria caminha, talvez, para um rumo de melhorias em uma área que Patricia apontou ser forte dentre os sócios e, consequentemente, celeiro de votos.

Com os três nomes fortes do setor alinhavados quanto a ideologia adotada, a tentativa é também afastar qualquer tipo de polêmica na pasta, assim como já aconteceu neste início de gestão.

Boa relação com Clément Izard

Alexandre Petroni foi oficializado como diretor executivo da Fla-Gávea nesta semana. O dirigente, por sua vez, ressalta que já vinha trabalhando no setor e a sua relação com Clément Izard é boa.

Segundo Petroni, o ambiente no Fla-Gávea é muito bom. Ele garante não se preocupar pelo fato de entrar oficialmente na pasta após a polêmica envolvendo Clément e José Carlos Dias, ex-vice-presidente.

– Trabalho com o Clément desde o começo do ano, quando ele assumiu o cargo. Não há problema de relação com ele. O ambiente no Fla-Gávea é o melhor possível e não temo nada quanto a isso – disse Petroni.

Clément foi um dos protagonistas da recente polêmica nos bastidores do clube, quando José Carlos Dias pediu sua demissão, mas não foi acatado e, então, resolveu requisitar sua saída do Rubro-Negro.

Em carta, José Carlos Dias relatou, dentre outras coisas, que Clément tratava os funcionário de forma ríspida e que não trabalharia mais com ele.

Segundo o LANCE!Net apurou, poucos dias após a saída de Cheirinho, Clément chegou a mudar o comportamento nos corredores da Gávea. Blindado pela diretoria, o gerente do Fla-Gávea tem evitado conceder entrevista.


Fonte Link


Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário