Translate

domingo, 17 de março de 2013

Dinheiro foi desculpa, A atual diretoria do Flamengo nunca quis Dorival Júnior, Mano Menezes é caro demais, A escolha está perto do desempregado Jorginho





Estava forte demais a pressão.

Misturou antipatia, maus resultados.

E muito dinheiro.

O homem do futebol do Flamengo não queria Dorival Júnior.

O clima entre o treinador e Paulo Pelaipe era insuportável.

Desde foi nomeado pelo presidente Bandeira de Mello, ele avisou.

Não via o treinador com o perfil vencedor que busca na Gávea.

Mas acontece que Patricia Amorim deixou uma herança.

Contrato com Dorival Júnior até o final do ano.

Salários de R$ 680 mil.

Com R$ 2 milhões de multa.

Ele, seu preparador físico e mais dois auxiliares custariam R$ 1,2 milhão ao clube.

Pelaipe tentou a saída mais fácil.

Obrigar o técnico a pedir demissão.

E afastou o preparador Celso de Resende.

Ainda nas férias, foi uma cruel maneira de Pelaipe avisar que não queria Dorival.

O treinador voltou, se reuniu com Bandeira de Mello e Pelaipe.

Avisou que não pediria demissão.

Se o Flamengo quisesse mandá-lo embora bastaria pagar R$ 2 milhões.

Pelaipe foi obrigado a recuar.

Bandeira de Mello avisou que não gastaria aquele dinheiro.

Dorival e Celso de Resende ficaram.

Mas sem apoio político algum.

O clube ganhou Elias e Gabriel do empresário Carlos Leite.

Mas a contratação mais importante foi de Carlos Eduardo.

Ele deveria ser o camisa 10 do time.

O Flamengo chegou invicto à semifinal da Taça Guanabara.

Se classificou bem, mas jogando de uma maneira inconvincente.

Veio o jogo e a derrota para o Botafogo.

Eliminação no dia de aniversário de Zico.



Dorival Júnior ficou à beira do abismo.

Bandeira de Mello estava irritadíssimo.

Paulo Pelaipe, desesperado, sem saber o que fazer.

Para piorar a situação, Dorival não cedia.

Não colocava Carlos Eduardo como titular.

Dizia que não tinha boas condições física.

Vindo da Rússia, precisava se readaptar ao futebol brasileiro.

Desculpas que a direção do clube não aceitava.

Começou a Taça Rio e logo no primeiro jogo, o desastre.

O time perdeu de virada para o Resende.

Estava vencendo por 2 a 0 e foi derrotado por 3 a 2.

A direção do clube foi muito pressionada para demitir Dorival.

Pelaipe escolheu um caminho infalível.

Procurou o técnico e avisou que haveria uma redução salarial na Gávea.

O teto passaria a ser R$ 300 mil.

Se quisesse ficar, teria de aceitar ganhar menos da metade.

Lógico que ele recusou, o clima ficou tenso.

A ponto de ser demitido no início desta noite.

A multa de R$ 2 milhões tem tudo para ser resolvida na justiça.

A prioridade para o Flamengo é Mano Menezes.

Ele trabalhou com Pelaipe e Carlos Leite no Grêmio

O treinador a princípio queria descansar mais tempo.

Recebeu como indenização pela demissão da CBF nada menos do que R$ 4,3 milhões.

Esse está sendo um grande obstáculo.

Além do seu alto salário.

Não aceitaria menos do que R$ 500 mil para voltar ao trabalho.

Mas a direção do clube não ficará de braços cruzados.

Nem esperará de joelhos por Mano Menezes.

Dirigentes já entraram em contato com Jorginho.

O ex-auxiliar de Dunga na Copa de 2010.

Ele tem uma história no Flamengo.

Fez ótimo trabalho no Figueirense no Brasileiro de 2011.

Em 2012 estava no Kashima Antlers.

Ganhou a Copa do Japão, Copa Suruga e a Copa Nabisco.

No campeonato nacional foi mal, conseguiu apenas a 11ª colocação.

Foi dispensado.

Viajou para a Europa para se reciclar.

Está sem clube e está fácil demais para o Flamengo fechar.

A definição da sua contratação pode acontecer ainda neste domingo.

Será uma meia vitória de Pelaipe.

Ele tirou o cargo de Dorival Júnior.

Usou de uma estratégia deprimente.

Mas tirou.

Só que não está conseguindo Mano Menezes.

Por falta de dinheiro, está indo para Jorginho.

É uma aposta.

Mas algo precisava mesmo ser mudado na Gávea.

O futebol do time não estava digno de suas tradições.

A apaixonada torcida flamenguista merece levantar a cabeça...



Fonte Link




Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário