Translate

domingo, 7 de abril de 2013

Jorginho: um barato que sai caro



por Pedro Leanza


O que se pode esperar do atual time do Flamengo? Eu respondo, torcedor rubro-negro: quase nada. Uma equipe com nenhum brilho e sem inspiração. Um time que vence no sufoco um clube do Norte do Brasil, que sequer está classificado para disputar a Quarta Divisão do Campeonato Brasileiro. Esta é a realidade.

Aí, flamenguista, você pode se perguntar qual é a razão para o time ter caído tanto de produção da Taça Guanabara para a Taça Rio. A resposta é simples, torcedor. Antes, Dorival Júnior sabia das limitações do elenco. Um técnico experiente, que procurava não inventar e jogar com o que tinha de melhor. Resumindo: um comandante que sabia comandar, simples.

Jorginho, por outro lado, demonstra ser exatamente o oposto do antecessor. Não preciso forçar a vista e muito menos a mente para perceber que o atual treinador rubro-negro, completamente perdido, não sabe onde está pisando. A cada passo de Jorginho, um novo tropeço do time fica explícito.

De maneira incrível, o atual técnico conseguiu destruir tudo o que Dorival havia conquistado: um padrão de jogo que se encaixasse ao perfil do elenco. Além disso, Jorginho abriu mão do jogador mais técnico da equipe, Elias, ao escalá-lo como lateral-direito.

O empate de ontem em 1 a 1 com Duque de Caxias pode ser definido, sem exageros e pessimismo, como patético. E a eliminação na Taça Rio não é precoce, mas sim justa. Ao demitir Dorival, a diretoria economizou. Mas, ao contratar Jorginho, pagou bem caro. Paciência!


Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário