Translate

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Flamengo abraça projeto de parceria com a CUFA


Rubro-negro será parceiro da instituição e acolherá promessas reveladas na Copa das Favelas


Site Oficial do Flamengo

Os presidentes dos quatro grandes clubes cariocas, Patrícia Amorim, do Flamengo, Peter Siemsen, do Fluminense, Maurício Assumpção, do Botafogo e Roberto Dinamite, do Vasco , além de Elias Duba, do Madureira, estiveram na manhã desta sexta-feira em um evento no quiosque da Rede Globo, na praia de Copacabana para assinar o projeto de parceria junto à CUFA (Central Única das Favelas) para acolher as promessas que participam da Copa das Favelas, projeto criado em parceria com a Globo Rio, que incentiva a prática do futebol nas favelas cariocas. O evento também contou com a participação de Celso Athayde, diretor da Cufa.

A ideia é promover o crescimento da Copa das Favelas. Em 2011, na primeira edição da Copa, 80 seleções, espalhadas pelas favelas do Rio de Janeiro, integraram 20.000 crianças.

A presidente Patricia Amorim, primeira a chegar ao evento, comentou a importância do convênio sacramentando. Para a mandatária, será uma parceria importante para revelar novas promessas, mas, principalmente, para aumentar ainda mais seu papel no desenvolvimento dessas crianças.

"Em relação à favela, o Flamengo se sente em casa. Somos o time da favela. Temos representantes em todas as classes sociais e não temos vergonha disso. Quando eu soube do projeto, abracei. É uma oportunidade de consagrar e revelar novas promessas. Além disso, os clubes têm uma responsabilidade social importante. O Flamengo sempre se responsabiliza dando auxílio nesse sentido sempre", avaliou a presidente rubro-negra.

Patricia Amorim esteve acompanhada pelos vice-presidentes de futebol Paulo Cesar Coutinho e de Relações Externas, Walter Oaquim, além do diretor de futebol, Zinho, que aproveitou também para contar um pouco de sua história para quem sonha em um espaço no "mundo do futebol".

"Eu tinha apenas 11 anos e saia às cinco da manhã de Nova Iguaçu para vir treinar na Gávea. Minha mãe era contra mas meu pai, como bom paraibano, não me deixou desistir. Ganhei alguns títulos na minha vida e hoje vejo que todo aquele esforço valeu a pena. Então, se vocês acreditam no seu sonho, não desistam. Corram atrás".

fonte link
siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário