Translate

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Fla vê brilho da base após sete anos e tem primeiro bom momento sem Ronaldinho




Rafinha comemora o gol contra o Vasco que confirmou seu protagonismo no Flamengo


Pedro Ivo Almeida
Do UOL, no Rio de Janeiro





O início desta temporada tem sido especial para o Flamengo. Não bastassem a melhor campanha no Campeonato Carioca, as chegadas de Carlos Eduardo e Elias e, enfim, um patrocínio master para a camisa, o rubro-negro voltou a ter uma promessa da base assumindo papel de protagonista no time. Rafinha, que chegou a ser comparado a Neymar pela torcida, é o responsável por acabar com um jejum de sete anos na Gávea.

Antes do novo xodó, Renato Augusto, em 2006, havia sido o último protagonista de um time rubro-negro oriundo das categorias de base. Naquele ano, o meia, atualmente no Corinthians, foi promovido pelo técnico Ney Franco e se tornou um dos principais nomes da conquista da Copa do Brasil.

Renato ainda ajudou na conquista de um Campeonato Carioca, antes de ser vendido para o futebol alemão, onde jogou no Bayer Leverkusen. Rafinha ainda engatinha no caminho do antecessor, mas já gera uma enorme expectativa em companheiros, comissão técnica, diretoria e, principalmente, torcida.

“É um garoto de potencial raro. Acreditamos muito nele. Temos que manter o trabalho e passar muita confiança para que continue nos ajudando. Sem esquecer que é muito importante ele manter a humildade que vem tendo até aqui”, resumiu o técnico Dorival Júnior.

E o bom momento de Rafinha ajuda o Flamengo a retomar seus dias mais tranquilos e de vitórias pela primeira vez desde a saída de Ronaldinho Gaúcho, em maio de 2012. Antes do surgimento do novo xodó, o clube teve que conviver com polêmicas, incertezas e até uma luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

“É um momento muito bom. Não ganhamos nada ainda, mas estamos trabalhando muito. Cada jogo é uma final. O Flamengo precisa de uma conquista nesse primeiro semestre para confirmar isso tudo. Todos sabem dessa responsabilidade”, analisou o lateral direito Léo Moura.

Para isso, Rafinha terá a responsabilidade de manter a excelente média dos primeiros jogos. Com dois gols marcados e participação em quase todos os lances que o Flamengo balançou as redes, o jovem é a grande esperança rubro-negra de reviver os bons dias e para conquistar novamente o Campeonato Carioca, o que não acontece desde a época de Ronaldinho Gaúcho.



Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário