Translate

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Diretoria sofre primeira derrota no Flamengo



por Marcelo Damato


A diretoria do Flamengo sofreu nesta noite sua primeira derrota na política interna do clube desde a vitória na eleição presidencial de 4 de dezembro.

Numa reunião do Conselho Deliberativo, a diretoria teve sua proposta de alterar o estatuto do clube rejeitada por 135 votos a 133. A proposta ficou a três votos do sucesso, pois, pelas regras, bastaria a maioria dos votos.

A proposta rejeitada só visava mudar os procedimentos para alteração do estatuto do clube. A proposta que visa fazer uma mudança em profundidade na Carta Magna rubro-negra ainda está em discussão e só deverá ser apresentada dentro de pelo menos seis meses.

O que a diretoria queria mudar era o artigo 50, que estabelece as formas de alteração do estatuto. Uma delas estabelece que 50 conselheiros podem apresentar uma proposta. A diretoria queria que o número fosse aumentado em seis vezes, para 300 conselheiros. A ideia era reduzir o número de propostas independentes de alteração de forma a simplificar as discussões sobre o tema.

Inicialmente a alteração defendida pela diretoria parecia que teria aprovação. Quando ficou claro que havia uma forte oposição, o presidente do Conselho Deliberativo, Delair Dumbrosck, em vez de buscar uma proposta intermediária, propôs a votação, pensando que venceria.

Dumbrosck apoiou a Chapa Azul na eleição de dezembro e depois foi apoiado por ela na eleição para o CD. O grupo da atual diretoria também conseguiu eleger seus candidatos aos Conselhos de Administração e Fiscal, por ampla maioria.

Parte dos conselheiros mudou de posição durante a reunião, passando para o lado da oposição. Alguns disseram ter feito isso, porque Dumbrosck teria agido de forma prepotente. A coluna procurou Dumbrosck, mas não o localizou até a publicação desta nota.



Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário