Translate

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Fla está próximo de fechar o maior patrocínio do Brasil: R$ 35 milhões




Clube entra em fase final de negociações com a Caixa Econômica Federal. Valor é o teto permitido por regimento da empresa estatal


Por Cahê Mota, Eduardo Peixoto e Richard SouzaRio de Janeiro



Diretoria espera que camisa valha R$ 80 milhões
(Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

De posse de todas as certidões negativas de débito (CNDs), que representam o equacionamento das dívidas fiscais nas esferas dos Governos Federal, Estadual e Municipal, a diretoria do Flamengo está perto de fechar o maior patrocínio de um clube de futebol no Brasil. O clube está em fase final de negociações com a Caixa Econômica Federal para exibir a marca no espaço principal do uniforme. O acordo, que pode ser assinado ainda esta semana, será de R$ 35 milhões anuais, valor máximo permitido pelo regimento da estatal. O vínculo irá até o fim de 2015, quando termina o mandato da gestão de Eduardo Bandeira de Mello. De acordo com a assessoria de imprensa, o clube não comenta o assunto.

Segundo o GLOBOESPORTE.COM apurou, o patrocínio pode render ao Flamengo um valor ainda maior com outras ações, principalmente voltadas para o esporte olímpico. Para se ter uma ideia, o Corinthians, que também estampa a marca da Caixa no espaço mais nobre da sua camisa, tem um contrato até o fim de 2014 no valor de R$ 32 milhões.

Em entrevista concedida na semana passada, o vice de marketing do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, estabeleceu um prazo de três semanas para definir o acerto com dois novos patrocinadores que ocuparão os espaços vagos na camisa do clube. A expectativa da diretoria é de que o uniforme valha R$ 80 milhões anuais, somando todos os investidores. Atualmente, o Fla já conta com um valor que gira em torno de R$ 10 milhões da Peugeot, além de R$ 35,6 milhões da Adidas. A montadora de carros ocupa atualmente o local destinado ao patrocinador master, mas o acordo dura somente até o fim de abril, quando sua marca será deslocada para as costas. O contrato de três anos prevê ainda variações que podem fazer com que o montante pago alcance a casa de R$ 15 milhões por ano.

Um acerto no período esperado, até o fim deste mês, pode fazer com que o clube lance a nova camisa em formato definitivo já na apresentação oficial da Adidas - o contrato entra em vigor a partir de 1º de maio. A revelação do modelo confeccionado pela empresa alemã ainda não tem data marcada. Como o único compromisso previsto para maio é diante do Santos - dia 25, pela primeira rodada do Brasileirão -, o evento de lançamento pode acontecer já após a virada do mês. Caso passe para segunda fase da Copa do Brasil, a estreia pode ser antecipada para o dia 15 ou 22, de acordo com a data estipulada pela CBF para confronto com Campinense (PB) ou Sampaio Corrêa (MA).

Os R$ 80 milhões previstos em patrocínio para camisa representam um valor mínimo, que pode aumentar de acordo com bonificações por conquistas previstas em contrato. Com o bom andamento das negociações e os valores apresentados, o Flamengo aposentou a ideia de patrocínio rotativo a cada quatro meses. A possibilidade, entretanto, não está descartada. Uma volta à pauta depende do sucesso das negociações atuais.

Também patrocinado pela Caixa Econômica Federal, o Corinthians vem enfrentando problemas para receber as verbas da estatal. Em fevereiro, um advogado gaúcho entrou com uma ação para bloquear os recursos pagos pela empresa, e a Justiça negou uma liminar ao clube, que pediu que os pagamentos fossem liberados até o julgamento de um recurso.

Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário