Translate

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Fla ouve resposta negativa do Wolfsburg e falha na busca por Diego


Alemães vão oficializar a resposta nesta sexta-feira. Sem o plano A, clube sai à procura de outra opção para o setor


O Flamengo falhou na tentativa de contratar Diego para vestir a camisa 10. Nesta quinta-feira, o diretor de futebol Zinho e o vice de finanças Michel Levy, principais entusiastas da contratação do meia, receberam uma resposta verbal negativa do Wolfsburg. O “não” dos alemães deve chegar ao clube em papel timbrado nesta sexta.





Diego, de 27 anos, era o plano A de Zinho e Levy. A dupla elaborou uma engenharia financeira, suportou a pressão contrária ao negócio, mas não conseguiu convencer o clube do jogador. No primeiro contato com o Wolfsburg, o Flamengo se comprometeu a pagar ao jogador R$ 500 mil de salário por um ano, num total de R$ 6 milhões. A pedido de Zinho, o vice de finanças rubro-negro viajou à Alemanha na semana passada para articular as tratativas. No encontro, surgiu uma nova possibilidade. A Volkswagen, acionista do clube alemão, arcaria com a outra metade do salário do meia e investiria R$ 7,5 milhões. Em contrapartida, estamparia sua marca no espaço nobre da camisa do Flamengo pelo período de um ano. Ao fim do contrato, uma nova negociação com a empresa discutiria valores para a prorrogação do vínculo.

Segundo o GLOBOESPORTE.COM apurou, o clube alemão definiria o tempo do acordo, que poderia ser de até dois anos. O período do empréstimo, no entanto, não alteraria o valor a ser pago pelo Flamengo. Foi por isso que Zinho considerou o negócio como excelente. Ainda que enxergasse uma luz no fim do túnel, internamente o dirigente reconhecia que a possibilidade de chegar a um desfecho positivo era pequena.

Atualmente, Diego recebe 4,5 milhões de euros por ano (cerca de R$ 11,2 milhões) e tem contrato com o Wolfsburg por mais duas temporadas, mas o clube pretendia negociar uma extensão por mais um ano para que, caso o jogador fosse emprestado ao Flamengo, houvesse tempo de ele voltar e com possibilidade de ser vendido.

Durante a tentativa do Flamengo de contratar Diego, o nome de Riquelme ganhou força nos bastidores. Nesta semana, o camisa 10 e seu empresário comunicaram ao Boca Juniors que ele não continuaria no clube e interromperia o contrato, que vai até 2014. Na Gávea, os que criticavam o custo da contratação de Diego eram os principais incentivadores do acerto com Riquelme. A direção ficou dividida, mas a preferência de Zinho prevaleceu.

O clube pode ficar sem um reforço para a posição, a mais carente do grupo de Joel Santana. A janela de transferências internacionais vai ser fechada dentro de uma semana, no dia 20. Apesar de elogiar e reconhecer o telento de Riquelme, que tem 34 anos, Zinho acha que o argentino não se enquadra nas caracteríticas que o clube procura. A personalidade forte e o estilo contestador também preocupam.


fonte :globo.com
Postar um comentário