Translate

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Adidas propõe rescisão e multa caso Fla seja rebaixado e contrato fica sob risco

Para fazer do Flamengo um dos seus cinco clubes classe “A” no mundo, a Adidas exige que o Rubro-negro não caia para a Série B. O termo está em contrato apresentado a dirigentes por executivos, em reunião ontem que azedou o clima de otimismo que cercava a troca de fornecedor.




A empresa alemã diz que o contrato, no valor de R$ 350 milhões em dez anos, pode ser rescindido a seu critério em caso de rebaixamento, e o Flamengo ainda pagaria uma multa rescisória pela queda.

— Se não chegar um contrato que as duas partes aceitem não tem negócio — ameaçou o vice geral do clube, Helio Ferraz, à frente na mesa de negociações.

Outro tema controverso no encontro, que contou com a participação do presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro, é que a Adidas não inclui no contrato um gatilho de reajuste do valor anual pela valorização do mercado.

— Se não houver reajuste o contrato fica igual ao da Olimpikus. Aí não é vantagem trocar. Eles apresentaram a minuta, e nos deixaram decepcionados. Fui empolgado e voltei triste. Não podem impor uma condição, sem dar flexibilidade. Eles têm que dizer se aceitam nossas exigências. Se não houver gatilho de reajuste o contrato não passa — avisou Ribeiro.

Segundo o dirigente, caso não haja reajuste o valor de R$ 350 milhões é atualizado hoje em R$ 194 milhões, que a Olympikus já paga.

A atual fornecedora adiantou R$ 8 milhões para a obra do museu da Gávea e a Adidas já concordou em pagar m luvas a dívida que o Flamengo terá que devolver caso troque o fornecedor. A expectativa da diretoria era fazer a troca para ano que vem, com uniforme novo no Carioca.


fonte link




siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário