Translate

sábado, 5 de janeiro de 2013

Flamengo e Rondonópolis ficam no zero em estreia na Copa São Paulo

Jogo foi bastante disputado e marcado por gols perdidos pelos rubro-negros e pelas cãibras sofridas pelos jogadores do time do Mato Grosso


Por Marcos LavezoSão José do Rio Preto, SP



O Flamengo tropeçou no início de sua busca pelo terceiro título da Copa São Paulo de Futebol Júnior e não passou de um empate por 0 a 0 com o Rondonópolis, do Mato Grosso, em jogo disputado na noite deste sábado, no estádio Benedito Teixeira, o Teixeirão, em São José do Rio Preto.

As duas equipes voltam a campo nesta terça-feira, pela segunda rodada do Grupo E. O Rondonópolis vai enfrentar o anfitrião América, às 17h, enquanto o Flamengo pega o Santos-AP, que na estreia foi derrotado pelos donos da casa por 1 a 0.

Uma das surpresas da Copinha em 2012, quando chegou até as oitavas de final e ficou famoso por uma campanha com muitos gols - em cinco jogos, marcou 16 gols e sofreu 17 -, o Rondonópolis entrou em campo com uma escalação teoricamente ofensiva, com três atacantes, e até ameaçou um pouco nos primeiros minutos, especialmente numa cobrança de falta de Alex Bolívia que quase surpreendeu o goleiro Caio. O esquema, porém, era mais defensivo do que parecia: o time se defendia bem e tentava surpreender nos contra-ataques.

Flamengo pressionou muito, mas não conseguiu bater o Rondonópolis (Foto: Bê Caviquioli / Futura Press)

O Flamengo, por sua vez, sofria com o gramado muito ruim, cheio de manchas amareladas que pareciam areia, mas na verdade eram veneno contra pragas (segundo os organizadores, combatia ervas daninhas, formigas e cogumelos).


Mais chances perdidas Além disso, o time não contava com vários jogadores com idade para a Copinha, como Adryan, que está na seleção sub-20 que disputa o Sul-Americano. O time demorou a entrar no jogo e só criou a primeira chance aos 25 minutos, quando Douglas Baggio cruzou em busca de Renan Donizete, filho do ex-atacante Donizete Pantera, mas o zagueiro Alexandre espanou a bola antes que o "Panterinha" a alcançasse. Aos 33, Renan Donizete conseguiu a finalização, mas o goleiro Anderson defendeu com tranquilidade.

A melhor chance riubro-negra saiu aos 37 minutos: o goleiro Anderson saiu mal num passe longo e Rodolfo bateu livre para o gol, mas chutou fraco e o zagueiro Fabrício conseguiu afastar. Aos 41, nova bobeada de Anderson, que reteve a bola por mais de seis segundos e foi punido com falta técnica, mas Digão cobrou por cima do gol e desperdiçou mais uma chance para o Flamengo.

O Rondonópolis voltou mais ligado para o segundo tempo e logo no primeiro minuto reclamou de um pênalti, após um tranco de Rodolfo em Lucas Conrrado, mas o árbitro mandou o lance seguir. Aos 6, Lucas Conrrado teve boa chance, mas chutou à direito do gol de Caio.

O Flamengo respondeu aos 16 minutos: Lucas Conrrado errou ao tentar sair jogando na área e a bola sobrou para Renan Donizete, mas o Panterinha bateu mal, por cima do gol. Aos 19 minutos, Pedrinho, que entrou no lugar de Renan Donizete, cruzou para Lucas Baggio, que cabeceou por cima.

Cãibras e mais cãibras

O jogo seguiu disputado e truncado. Os jogadores do Rondonópolis começaram a sofrer com cãibras, e o Flamengo partiu para cima. Aos 29 minutos, foi a vez de o time carioca reclamar sem sucesso de um pênalti, num lance do zagueiro Felipe sobre Pedrinho. Logo depois, após boa jogada pela esquerda, Rodolfo bateu de esquerda, mas mandou para fora.

Nos minutos finais, virou ataque contra defesa - isso quando não havia jogador do time mato-grossense caído reclamando de cãibras. Sem criatividade ou imaginação e na base da pura vontade, o Flamengo continuou tentando com chuveirinhos para a área, todos rechaçados pela defesa do Rondonópolis.

Na última grande chance, Rafinha recebeu cruzamento da direita, mas errou o chute e a bola saiu. Ainda houve um escanteio cobrado por Michel e tentativas de Adam pela direita, que não deram em nada, e o Rondonópolis saiu comemorando o heroico empate conquistado na noite de Rio Preto.

- Faltou concentração. Nosso time teve oportunidades para fazer o gol, mas não saiu - afirmou o atacante Douglas Baggio.




fonte link



siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário