Translate

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Flamengo promete brigar por Montillo e Renato Augusto após 2012 pífio



Meia que defendeu o clube em 2005 está nos planos outra vez Foto: Reuters
Diogo Dantas


A menos de um mês da eleição presidencial no Flamengo, as promessas podem deixar sonho e realidade bem mais distantes. E a administração de Patricia Amorim, ainda na luta pela reeleição, começa a planejar reforços para 2013 e tem dois nomes de peso no horizonte: os meias Montillo, do Cruzeiro, e Renato Augusto, do Bayer Leverkussen.

O diretor de futebol Zinho já trabalha em silêncio junto ao técnico Dorival Júnior para tratar das possibilidades de contratação. Da presidente Patricia Amorim já partiu a autorização para pensar grande em soluções que deem a resposta à torcida depois de um ano ruim.

Diante das dificuldades financeiras, a solução que povoa o pensamento passa por adiantamentos de acordos comerciais. Um deles seria das luvas de R$ 25 milhões da Adidas, perto de se tornar o fornecedor de material em substituição à Olympikus.

A outra possibilidade em pauta é adiantar parcela do contrato de direitos de transmissão de TV, que soma R$ 800 milhões até 2018. Todas as ações seriam concretizadas apenas em caso de permanência da atual diretoria.

Do outro lado, os representantes dos jogadores e dos clubes aos quais pertencem tratam com cautela o tema. Renato Augusto tem contrato até 2014 na Alemanha, e sua saída é considerada difícil pelo empresário Carlos Leite, quer diz não ter sido procurado por nenhum clube.

Já Montillo, que tem parte de seus direitos ligados ao banco BMG, patrocinador do Flamengo, tem contrato até 2016 com o Cruzeiro. O time mineiro não recusa negociar, mas lembra que negou propostas de 10 milhões de euros — R$ 26 milhões — pelo jogador recentemente, vindas do Brasil e do exterior.

Entre promessas e ações concretas, a política na Gávea pode fazer tudo mudar. Ontem, Eduardo Bandeira de Mello foi confirmado como candidato a presidente da chapa azul, que tinha Wallim Vasconcelos à frente. Wallim foi impedido de concorrer pelo Conselho de Administração, mas permanece no grupo agora como diretor-geral. Walter D’Agostino será o vice-presidente.


fonte link



siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário