Translate

sábado, 21 de julho de 2012

Assim você mata o Papai: Flamengo fracassa na missão de trazer reforços e Joel ganha sombra de Dorival Júnior










Quando o relógio apontava 20h e ainda faltavam quatro horas para o encerramento da janela de transferências internacionais, a secretaria do Flamengo informava que o departamento de futebol estava fechado, e só reabriria na segunda-feira. O advogado designado pelo clube para agilizar uma possível contratação já tinha sido liberado.

A missão de trazer um novo camisa 10 ou um reforço para a defesa não foi cumprida. Os últimos suspiros pelo meia Diego Morales e o zagueiro Sidnei não vingaram. O time que assustou Riquelme e fez o argentino também dizer não ao Flamengo será o mesmo neste Brasileirão, mas o técnico pode mudar.

Joel Santana pode não completar seis meses de trabalho. Se em outras vezes o treinador balançou, agora o mercado ficou mais agitado e Dorival Júnior, demitido do Internacional, agrada à diretoria para substituí-lo. Consciente, Joel desabafou:

— Já estou todo queimado. Sou fritado desde o dia em que cheguei aqui. Peraí, pô. Olha o tamanho da responsabilidade de comandar um clube como esse? Cheguei com duas competições em andamento. Com falhas como as do último jogo. Uma torcida desse tamanho, tendo que colher resultado, num campeonato louco, espera um pouco só — pediu.

A paciência, porém, está perto do fim. E o argumento de que faltam reforços não deve segurar o treinador. A sensação da cúpula do futebol é que Joel não tem nem saúde para realizar o trabalho. Um problema no quadril o impede de caminhar normalmente e o técnico comanda os treinos parado, quando não fica na beira do campo e passa o apito a um auxiliar.

Ontem, Joel ainda tentou chamar a torcida para seu lado ao criticar a recusa de Riquelme em vir para o clube, desautorizando o argumento de que o time era ruim.

— Não pode tecer comentário se não chegou. Se não está preparado para jogar com uma torcida como essa não pode vestir o manto sagrado. Se viesse a Nação não aceitaria — apostou.

fonte extra.com
Postar um comentário