Translate

terça-feira, 17 de julho de 2012

Sem craque, método do Corinthians inspira o Flamengo: 60% força e 40% técnica










Depois da vitória suada sobre o Bahia, quando o técnico Joel Santana afirmou que o maior reforço do Flamengo seria a torcida, caso não chegasse nenhum grande craque, ele não estava brincando. E para garantir o apoio do torcedor o treinador e os jogadores entraram de cabeça no método do adversário de amanhã pelo Brasileiro, o Corinthians, campeão da Libertadores com um esquema de jogo muito disciplinado.

Ramon, que não joga, é a prova de que seu ex-clube pode servir de exemplo. Segundo ele, a opção por um futebol de mais contato é irreversível, e nessa hora a solidariedade conta a favor.

— O Brasil sempre foi futebol arte. Mas futebol hoje em dia é 60% força e 40% técnica, infelizmente. Errar é do jogo, mas não pode parar. Mesmo tomando um gol fomos bem defensivamente contra o Bahia. O método está aí, é conversar mais em campo, e se cobrar mais — destacou o lateral esquerdo, citando novamente a estratégia usada por Tite, técnico do time rival de amanhã.

— O Tite é muito detalhista, cobra concentração e foco. Fez com que a equipe acrescentasse nisso a amizade fora de campo, que ganha jogo. Parecia que o Bahia que estava com um a menos, não nós. Cada um deu um pouco a mais, para suprir a falta de um jogador — citou Ramon.

No fim do jogo, a corrente entre os jogadores vista no clássico contra o Fluminense se repetiu. A primeira vez pela dedicação mesmo com derrota, a última para exaltar a superação da equipe mesmo sem estrelas em campo.

— Reuni a todos para dar os parabéns, pela postura, e para mostrar nossa união. Mesmo na dificuldade, a forca da torcida prevalece — disse o líder Renato.

Cáceres treina e Joel terá “boa” dor de cabeça

O Flamengo deve mandar Cáceres pela primeira vez a campo no clássico de amanhã contra o Corinthians. O volante paraguaio participou do coletivo de ontem junto a quem não enfrentou o Bahia, e aguarda apenas seu registro na CBF sair, o que deve acontecer ainda hoje.

Com ele, serão cinco “reforços” e duas baixas na equipe, que ficará quase completa. Vagner Love e Bottinelli, que estavam suspensos, estão à disposição. Assim como o zagueiro González e o lateral direito Leo Moura, ambos recuperados de lesão.

Os desfalques ficam por conta de Luiz Antonio, expulso contra o Bahia, e Ramon, que não pode enfrentar o Corinthians por força de uma cláusula de seu contrato, já que é ex-jogador do clube.

O técnico Joel Santana já definiu que Magal ocupa o lugar de Ramon, e precisa resolver como arrumar o meio-campo. Adryan e Bottinelli disputam posição, assim como Cáceres, Ibson e Renato. Aírton deve ser mantido.

No ataque, Vagner Love retoma o comando e aguarda a definição de seu companheiro. Diego Maurício, Deivid e Hernane estão cotados.

Fonte: Jornal Extra
Postar um comentário