Translate

quarta-feira, 6 de março de 2013

Ano do Fla é de “pós-rebaixamento” sem cair. Torcida tem que apoiar






Vitor Sergio Rodrigues


Uma das lendas do futebol brasileiro é que o rebaixamento conserta clube grande. Lenda. Mentira. É só pegar o exemplo de Santos e São Paulo, os dois mais vitoriosos do país, que nunca foram rebaixados. Ou do Internacional, que se salvou na última rodada do Brasileiro em 2002 e depois arrancou para os maiores títulos de sua história.

É fato que um clube não precisa cair para se organizar, fazer as coisas de um modo sustentável, profissional. Peguem o exemplo do Corinthians, que já tinha feito mudanças no sentido de ser sustentável antes de cair em 2007. Mas como a zona era tão grande, não deu tempo de salvar naquele Brasileiro. Mas a semente da mudança já tinha sido plantada antes da degola.


Neste momento estamos vendo o Flamengo fazer isso. Se organizar de verdade e não só no discurso. Está "cortando na carne" para corrigir décadas de amadorismo e/ou bagunça e/ou má-fé. Mas sem cair para a Segunda Divisão. É isso que a torcida precisa entender. O ano do Flamengo é um ano "pós-rebaixamento" com o "detalhe" de que o clube não caiu.

O Fla brigou para não cair em 2012 e não caiu. Se tivesse caído, a relação da torcida com o time/clube seria outra neste ano. Imagino que seria algo parecido com o "Eu nunca vou te abandonar" da torcida do Corinthians ou o "O sentimento não pode parar" da torcida do Vasco. E, principalmente, haveria muita mais tolerância e muito menos expectativa em relação ao desempenho do time.

É nisso que a torcida do Flamengo pode ajudar demais o clube nesse momento de reconstrução. O 2013 é um ano de transição em que não brigar por título algum é uma hipótese normalíssima. E assim deve ser encarado pelo maior patrimônio do Fla: o seu torcedor. Sem drama, sem gritos de "time sem vergonha" nem protestos ou vandalismos. Por mais dura que essa realidade seja.

Para isso é importantíssimo que a torcida tenha pés no chão e não se deixe enganar. O time do Flamengo é pior do que a maioria dos que estão na Primeira Divisão. Estava invicto no ridículo Campeonato Carioca. Pegou o Botafogo, que tem uma equipe bem melhor, diga-se, em um jogo decisivo e foi derrotado. Normal. Sem drama.

Somente tendo o apoio irrestrito do torcedor a atual diretoria do Flamengo conseguirá reconstruir o clube, cuja situação é dramática e ficará bem pior após a revelação da auditoria que está sendo feita. Primeiro tem que recuperar a credibilidade e a partir daí conseguir montar times fortes novamente. Não ter respaldo do torcedor pode colocar isso em risco, pois vai gerar uma pressão grande em cima da direção e, talvez, forçar “medidas populistas”, que há 20 anos sangram o clube.

Torcedor, a bola está com você. Aceitar que o 2013 será um ano de poucas ou nenhuma glória para no curtíssimo prazo ver o Flamengo entrar, de verdade, como favorito nas competições. Há algum tempo isso não acontece, embora muita gente queira enganar a torcida dizendo que sim.







Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário