Translate

quarta-feira, 27 de março de 2013

De capitão a barrado: Léo Moura fica fora do jogo contra o Bangu




Lateral-direito sequer viaja com a delegação para Volta Redonda. Volante Luiz Antonio será improvisado


Por Janir Júnior e Richard SouzaRio de Janeiro



De capitão a barrado. Depois de ter usado a braçadeira normalmente e de ter sido titular contra o Boavista, no sábado passado, Léo Moura sequer foi relacionado por Jorginho para a partida contra o Bangu, nesta quarta-feira, pela terceira rodada da Taça Rio. O camisa 2 ficou fora da relação dos convocados e não viajou para Volta Redonda, local da partida. Luiz Antonio, volante que tem treinado improvisado na lateral, será o titular. Jorginho testou a troca no treino desta terça, quando trabalhou com portões fechados e só permitiu o acesso da imprensa durante o rachão. Léo treinou normalmente, só que entre os reservas.

Enquanto a delegação já estava em Volta Redonda, o camisa 2 postou uma foto na internet de um jantar em que participou no Rio. Procurado pela reportagem do GLOBOESPORTE.COM, o diretor de futebol Paulo Pelaipe não quis comentar a decisão do treinador.

Fora da concentração, Léo Moura posta foto de jantar (Foto: Instagram)

- Depois do jogo haverá uma coletiva e você pergunta ao treinador - limitou-se a dizer.

Questionado sobre a falta de um lateral-direito de origem entre os relacionados, Pelaipe retrucou:

- Temos três laterais aqui.

Para as laterais, Jorginho relacionou dois atletas que jogam na esquerda, João Paulo e Ramon, e só o volante Luiz Antonio para a direita.

A decisão do técnico em seu segundo jogo no comando do Flamengo surpreende. No mesmo dia da apresentação de Jorginho, Léo Moura concedeu entrevista coletiva no Ninho do Urubu e disse ter recebido um pedido para ser o elo entre treinador e jogadores. Em bate-papo rápido antes do treinamento, o comandante expôs seus planos para o lateral, que prontamente aceitou a missão. Há oito anos no Flamengo, Léo Moura, de 35 anos, é o jogador mais experiente do elenco.

- Já pude conversar um pouco e ele me pediu para ser esse elo entre técnico e time. Até por estar aqui há tanto tempo, conhecer o clube como liderança... Há ainda o Renato, Cléber Santana, Felipe... Estamos todos aí para ajudar. Já conhecia o Jorginho há algum tempo. É um treinador participativo, que usa a experiência que teve no futebol. Acredito que vai dar liga, que vai dar muito certo aqui no Flamengo. Ele pode ter sucesso como teve no Figueirense, que é o que todo mundo pega como referência - disse, na ocasião.

Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário