Translate

terça-feira, 17 de julho de 2012

Antes motivo de chacota, agora arma da oposição no Flamengo


Autor da cartilha transformada em aviãozinho no rubro-negro, Jairo dos Santos diz ao Correio ter se inspirou nos manuais de conduta de Real e Barça, lembra que mau exemplo de Ronaldinho levou o clube catalão a criar um código de ética e prepara nova versão a pedido de candidato à sucessão de Patrícia Amorim


Antes motivo de chacota, cartilha vira arma da oposição rubro-negra (Paulo Sérgio/Lancepress) 

Ela virou avião de papel. Gerou críticas de Ronaldinho Gaúcho. Não teve o apoio do treinador Joel Santana e muito menos da presidente do Flamengo, Patrícia Amorim. Inspirado nos manuais de conduta do Barcelona e do Real Madrid, o ex-gerente de Futebol do clube Jairo dos Santos tentou adaptar a cartilha dos dois clubes mais badalados do mundo à bagunça do Ninho do Urubu e foi alvo de deboche do elenco. Em março, pediu demissão depois de passar três meses sem salário.

Torcedor do Flamengo, Jairo dos Santos não deletou o manual de conduta do computador. Em casa, ele o aprimora, a pedido de um dos rivais políticos de Patrícia Amorim nas eleições do fim do ano. Reservado, não quis dizer o nome do opositor, mas a reportagem apurou que Ronaldo Gonlevisk é o interessado em implementar, a partir de 2013, as regras rígidas de comportamento adotadas nos dois clubes que são referências no futebol mundial.

"A ideia da cartilha não saiu da minha cabeça. O manual de conduta dos jogadores é comum na Europa. Os jogadores do Real Madrid, do Barcelona e da Espanha têm o seu código de ética. Os jogadores brasileiros deveriam ter mais respeito e maturidade, até como adaptação ao que serão submetidos na Europa", disse Jairo dos Santos, em entrevista por telefone ao Correio.


fonte http://www.df.superesportes.com.br
Postar um comentário