Translate

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Com 'não' de Riquelme, Fla age em silêncio e busca solução nacional para camisa 10








O "não" de Riquelme ao Flamengo selou o fim da busca rubro-negra por um reforço de fora do país no período da janela de transferências internacionais, que se encerra nesta sexta-feira. Com mais uma frustração na tentativa de contratar um camisa 10, o clube, que agora age em silêncio, buscará uma solução nacional para reforçar o meio-campo de seu elenco.



Anteriormente preocupado com a situação financeira do clube, o diretor executivo de futebol do Flamengo, Zinho, admite que as atenções agora estão voltadas para o vazamento de possíveis negociações. Segundo ele, a exposição de alguns nomes fora do tempo prejudicou o clube.

"Infelizmente, foi uma coisa que atrapalhou bastante. O vazamento de certas coisas não poderia ter acontecido. Temos que trabalharfechados agora e ver alguma solução para isso. Falei com a presidente e até com outros vices. Temos que nos blindar um pouco, pelo bem do clube", avaliou Zinho, admitindo que não trabalhará mais com nomes do exterior.

"Não temos mais que fazer isso de buscar jogadores no mercado estrangeiro. Vamos ver algumas soluções por aí", despistou, cogitando ainda a chance de arranjar um camisa 10 dentro do próprio elenco. "Eu procuro sempre valorizar nosso trabalho de base. Temos jogadores aí que podem fazer essa função. Não é fácil achar um meia de ligação no mercado", disse o dirigente.

A solução caseira, no entanto, só será utilizada em último caso. Até lá, jogadores da primeira divisão que ainda não completaram sete partidas e outros da segunda divisão serão observados pela diretoria rubro-negra.

Adriano: solução distante

Uma das opções sonhadas pela diretoria para vestir a camisa 10 está cada vez mais distante. O atacante Adriano, que vem se recuperando de uma cirurgia no tendão do pé esquerdo no CT do clube, pode dar continuidade ao seu tratamento longe das dependências rubro-negras, e um contrato profissional com o Imperador parece um sonho cada vez mais longe de ser realizado com as seguidas faltas.

Enquanto aguarda a solução de mais uma "novela", os rubro-negros apostam nos jovens Adryan e Mattheus. Com Bottinelli praticamente barrado, um dos dois será o responsável por organizar o meio-campo do time de Joel Santana na partida do próximo domingo, contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte, pela sequência do Campeonato Brasileiro.

fonte uol.com
Postar um comentário