Translate

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Joel sobre Riquelme: 'Mesmo se viesse agora, a nação não ia aceitar'


Argentino recusou oferta depois de ver a derrota para o Corinthians e pela pressão da torcida: 'Quem tiver que jogar aqui tem de estar preparado'
Joel reprovou Riquelme: "Que continue no Boca
Juniors dele" (Foto: Maurício Val / Vipcomm)O Flamengo fez tudo o que Riquelmepediu para contratá-lo, aceitou cumprir todas as exigências, mas o jogador não topou. Disse que ficou preocupado com o desempenho ruim do time na derrota por 3 a 0 para o Corinthians, na quarta-feira passada, e com a reação da torcida, que chegou a ficar de costas para o campo na arquibancada do Engenhão. Responsável pelo time que Riquelme viu e criticou, Joel Santana comentou a opinião do ex-camisa 10 do Boca Juniors.

- Ele não deve ter falado que viu um time muito ruim. Até porque, com todo o respeito ao jogador, ele não pode fazer comentário se não chegou aqui. É o Flamengo. Qual o número de torcedores que o Boca Juniors tem? Quinze mil? Dez mil? Nós somos 40, meu irmão - afirmou Joel, usando "mil" em vez de "milhões". - Quem tiver que jogar aqui tem que estar preparado. A torcida vaiou porque não estava satisfeita, eu também não estava. Você não viu nenhum tipo de agressão, vaiou pelo sentimento naquela hora. Não há mal nenhum. Se qualquer jogador que chegar aqui não estiver acostumado com pressão, não pode vestir o manto sagrado. Estamos agradecidos, que continue no Boca Juniors dele, e vamos continuar nosso trabalho aqui. Esquece. Passou. Vai vir para cá? Não. Mesmo se viesse agora, a nação não ia aceitar.
Joel também falou sobre a escolha de Juan pelo Inter. O zagueiro foi criticado pelo diretor de futebol Zinho pela forma como conduziu a decisão de atuar no clube gaúcho, e não no Flamengo. Jogador e dirigente chegaram a debater via imprensa. Diferentemente de Zinho, o treinador disse que confia na palavra de Juan e acredita que a direção colorada tenha feito a proposta antes do Rubro-Negro.

- Nosso clube continua com credibilidade. Você veja que houve um esforço da presidente do clube com nossos patrocinadores para resolver a situação do Riquelme. No caso do Juan, até porque o conheço há muito tempo, acho que o Inter deve ter chegado primeiro. O Juan é cria nossa, nós que começamos a botar os primeiros caminhos para ele quando começou a vida dele no Flamengo. A conversa que tenho com o Adryan, eu tive com o Juan, quando ele começou com 17 anos aqui. Começamos a tirar ele do berço e a colocar para caminhar. Deu esse monstro sagrado, esse grande jogador. Acho que ele viria para cá se o Flamengo tivesse chegado na frente. Jamais renunciaria a uma proposta de um clube que ele conhece, a casa dele.

Ainda sobre a tentativa do Flamengo de contratar reforços no último dia da janela de transferências internacionais, Joel disse que aprova os nomes do meia Diego Morales, do Tigre-ARG, e do zagueiro Sidnei, do Benfica.


- Se chegar, será bem recebido (Morales). Vamos esperar chegar. Todos os nomes que me apresentaram, eu aprovei. Esse devia estar no meio daqueles todos. Eles (dirigentes) estão tentando e estão tentando um zagueiro. É um jogador (Sidnei) que temos as melhores referências dele.

Ainda à espera de reforços, o Flamengo enfrenta o Cruzeiro neste domingo, em Belo Horizonte, às 16h, pela 11ª rodada do Brasileirão.

fonte globo.com
Postar um comentário