Translate

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Zinho: ‘Estou amarradão de ficar no Flamengo’. Wallim: ‘Ele nem atendeu o telefone’

Zinho está com futuro incerto como dirigente do Flamengo Foto: Cezar Loureiro

Guto Seabra


As linhas estão cruzadas no Flamengo. Ao mesmo tempo que Zinho revela ao Jogo Extra o desejo de permanecer para 2013 — "estou amarradão" —, o vice-presidente de futebol, Wallim Vasconcellos, admite descontentamento com o ex-jogador que, segundo ele, não atendeu as últimas ligações e deixa um ponto de interrogação na história.

— Cara, o Wallim me convidou, eu aceitei e ele ficou de me ligar novamente com todas as bases. Estou esperando. Não gosto dessa história de executivo. Não gosto de lidar com empresários. Estou amarradão de ficar (como gerente) — afirmou Zinho, que, na quarta e quinta-feiras, acompanhou o pai, seu Crizam, submetido a exames.

No projeto da nova diretoria, Zinho se encaixaria como gerente, conforme conversado na primeira reunião. De lá, ficou combinado que Wallim ligaria para Zinho com a proposta de contrato alinhavada — valor e tempo de vigência.

— Isso me chateou. Não sei por que o Zinho está se esquivando de falar com a gente. Estamos tentando contato. Não conseguimos. Tentamos ter uma relação transparente — disse Wallim ao canal Fox.

Com contrato até o dia 31, Zinho enfrenta questionamentos por causa do lateral-direito Wellington Silva. Como o Flamengo perdeu o prazo para executar a aquisição de 34% dos direitos do jogador por R$ 1 milhão — titular no fim da temporada —, abriu as portas para o assédio. O Fluminense entrou forte na história e está muito próximo de levar o jogador, revelado pelo Resende. O empresário do lateral é Leo Rabello, que detém ainda percentual do direito econômico.

— Quando cheguei, o assunto já estava sendo tratado pelo Zinho. Pela minha experiência, acho que ficou difícil. Em casos como este, lá atrás você já deixa definidas situações para a permanência, como valores de salário. Se sair mesmo, o Flamengo vai buscar outro para a posição — afirmou Paulo Pelaipe.

Com a possibilidade de perder Wellington Silva, a lista de reforços terá também lateral-direito. O vice presidente do Milan, Adriano Galliani, disse que um clube do Brasil fez proposta por Robinho, e não é o Santos.


fonte link




siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário