Translate

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Pronto para estreia, Carlos Eduardo chama torcida: ‘Seria legal o estádio lotado’




Depois de dois meses sem jogar, meia-atacante vai enfrentar o Botafogo no domingo: 'Preparado. Chegou o momento'


Por Richard SouzaRio de Janeiro





Dois meses sem jogar uma partida oficial. A espera foi longa, incômoda, mas vai chegar ao fim no próximo domingo. Carlos Eduardo, novo camisa 10 do Flamengo, está pronto para a estreia. E será no clássico com o Botafogo, pela sétima rodada da Taça Guanabara, às 18h30m, no Engenhão. A última vez dele em campo foi em 6 de dezembro, ainda pelo Rubin Kazan, da Rússia, contra o Partizan Belgrado. De lá para cá, só treinos físicos e muita ansiedade.

- É especial, ainda mais contra o Botafogo, um clube grande do Rio. A gente acompanha a rivalidade. Tem gosto especial, duas equipes de jogadores de muita qualidade técnica, um clássico, jogando com a camisa 10 do Flamengo. Nosso time é rápido, o time deles também. Vai ser um jogo muito especial para mim. Chegou o momento, já estava jogando na Rússia, fiz três jogos na Liga Europa no fim do ano passado. Estou bem fisicamente, creio que tenho que perder mais um quilo, mas estou preparado. 

 
Carlos Eduardo está pronto e ansioso para estreia com a camisa do Fla (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem)

Carlos Eduardo diz que a confiança vai bem, o que ajuda a compensar a falta de ritmo. E quer apoio da torcida em sua primeira vez pelo clube.

- Seria legal o estádio lotado para mim, a motivação seria bem maior. A ansiedade existe, mas estou tranquilo, preparado para dar o máximo.

Livre dos problemas físicos que o atrapalharam nos últimos dois anos na Europa, o jogador diz que está pronto para ser titular.

- Jogar os 90 minutos é muito difícil, estou treinando só físico há duas semanas. Essa semana entrei com a bola, preciso melhorar muito com a bola, mas posso jogar 60, 70 minutos. Preciso melhorar muito. Mais a parte técnica, ainda estou sentindo um pouco a diferença, tempo de bola. Mas isso é só jogando, treinando. Com jogadores bons não é difícil se adaptar. O Elias está num momento sensacional, o Rafinha, Hernane. O Ibson também ajuda na frente. São jogadores de alto nível.

CE10 treinou no lugar de Nixon, que sente dores na coxa esquerda e deve ficar fora, e jogará aberto pelas pontas. É assim que ele prefere.

- Nos dois treinos treinei como joguei três anos na Alemanha, aberto. Mas também já joguei centralizado. Prefiro jogar pelo lado de campo, entrar no um contra um, fazer tabela com Hernane e entrar na cara do gol. Dorival falou para jogar dos dois lados, me movimentar. Eu e Rafinha também sabemos jogar com a bola, buscar a bola no meio-campo. Sou um jogador de velocidade, de partir para cima do adversário, do jeito que o Flamengo está jogando é mais fácil.


Fonte Link


Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário