Translate

sábado, 2 de março de 2013

Semana de Zico tem 'overdose' na TV, pedidos por Neymar na Europa e 'aula' de tática







Zico concedeu inúmeras entrevistas a TVs, sites, rádios e jornais na última semana
Pedro Ivo Almeida
Do UOL, no Rio de Janeiro



Assim que chegar à sede da Gávea na manhã deste sábado para inaugurar uma estátua e participar de uma enorme festa, Zico estará encerrando uma intensa maratona de comemorações pelos seus 60 anos. De olho no descanso do domingo, dia de seu aniversário, o maior ídolo da história do Flamengo optou por receber parte das homenagens durante a última semana, com direito a uma “overdose” de participações em programas de TV, rádios e outras mídias.

Com uma agenda lotada desde o início de fevereiro, Zico foi uma das figuras mais comentadas nos últimos dias, com participações em programas ao vivo e gravados das maiores emissoras do país: TV Globo, Bandeirantes, Record, Sportv, ESPN e Fox Sports.


E apesar do “cardápio variado” em seu discurso, algumas colocações de Zico foram repetidas em praticamente todas as entrevistas que deu. Além da tradicional retrospectiva de vida e carreira, o “Galinho” insistiu nos pedidos para ver Neymar atuando na Europa e Oscar com a camisa 10.

Além disso, esbanjou conhecimento tático ao comentar o cenário atual do futebol brasileiro, dando uma verdadeira aula e sendo elogiado por comentaristas e âncoras dos programas.

“Acho o Neymar um jogador fora de série. É, sem dúvida, um dos melhores atletas dos últimos anos. Mas ainda acho que precisa ir jogar na Europa. Ele precisa pegar um pouco mais de experiência e entender melhor o futebol mundial”, repetiu Zico, complementando.

“Os times brasileiros, com jogadores de menos qualidade, estão dificultando o jogo dele e impedindo que evolua. Hoje, uma defesa se prepara para marcar o Neymar com os 10 jogadores de linha. Fazem uma espécie de ‘teia de aranha’ só para impedir que ele jogue. Na Europa, essa responsabilidade será dividida. Ele irá evoluir individualmente e em termos coletivos. O jogo vai melhorar. Sobre a tradicional camisa 10, penso que o Oscar seja o melhor para usá-la na seleção. O jogo hoje é diferente, mas ele têm características importantes para um meia clássico”, analisou o ídolo sexagenário.

E não foi apenas na TV que Zico se tornou a grande estrela da semana. No rádio, o ídolo do Flamengo gravou entrevistas e entrou ao vivo na programação em praticamente todas as emissoras do Rio de Janeiro na última semana. Só na Rádio Globo, na última sexta-feira, o ex-camisa 10 do time da Gávea ficou mais de uma hora interagindo com ouvintes e comentaristas.

E o desgaste para atender imprensa e receber homenagens na última semana não esteve nem perto de incomodar Zico. Solícito, o ídolo disse que já estava preparado para a overdose destes dias.

Família, amigos, paz e sossego no domingo

“Isso é o tipo da coisa que desgasta fisicamente, mas não incomoda em nada. Não tenho uma vírgula para reclamar. Fiquei sabendo desse movimento todo pelos 60 anos e já estava preparado. Gravei e participei de programas em todos os dias, sem exceção. Parei apenas para dar uma palestra em São Paulo, na terça, e para jogar a pelada de quarta. Só posso agradecer a todos que lembraram de mim de alguma forma e me deixaram muito feliz”, disse Zico, que só pede para não ser incomodado no dia de seu aniversário.

“Atendi e fiz a vontade de todos, só espero que me deixem em paz no domingo [dia 3]. Vou fazer um almoço lá em casa e só quero saber de família e amigos mais próximos. Nada de entrevista”, brincou o ídolo, que vai assistir do conforto de seu sofá ao clássico entre Flamengo e Botafogo, pela semifinal da Taça Guanabara, e a um documentário preparado pela TV Globo, a ser exibido no dominical Esporte Espetacular.




Fonte Link



Siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário