Translate

domingo, 29 de julho de 2012

Dorival quer um Flamengo mais ‘compacto’

Treinador elogia Matteus, reconhece que Love ainda sente ausência de R10 e anuncia uma equipe com mais qualidade nos passes diante do São Paulo

Dorival Júnior adimite que o Flamengo passa por um período de transição. E a intenção do treinador é que este período acabe o mais rápido possível para que o time se acerte e entre de vez na busca por mais um Título Brasileiro.

"Eu acho que cada um tem a maneira de passar ou transmitir. Procurei motivar e incentivar o grupo. Cobrei que tenhamos uma postura dentro da planejada. Espero reagir na competição, pois temos a obrigação de nos mexer e assumir a responsabilidade", disse o treinador, revelando que está muito feliz por voltar a trabalhar no Rio de Janeiro.

Dorival não gostou dos muitos passes errados dos jogadores do Fla na partida contra a Portuguesa (26.07) e garante que vai exigir a melhora deste fundamento. Para ele, é fundamental também que a equipe pressione a saída de bola adversária e que diminuam os espaços entre a defesa e o ataque rubro-negro.

O técnico elogiou Mattheus e justificou a troca dele por Camacho como uma melhor opção tática, no momento.

"O Mattheus tem um quilate técnico maravilhoso. Não tenho dúvida que ele crescerá muito e poderá cumprir uma função semelhante ao que R10 tinha na equipe", analisou.

Quanto a Vágner Love, que não marca há sete jogos, a entrada de Camacho tem como intenção justamente facilitar a chegada da bola nos pés do atacante.

"O Love é um jogador que desequilibra. Com a saída do Ronaldinho ele sentiu um pouco. Não é a toa que ele (Ronaldinho) foi o melhor do mundo duas vezes. Essa mudança acabou prejudicando um pouco o Love. Mas teremos coisas boas em um futuro bem próximo. Fatalmente oscilaremos um pouco, mas vamos compreender e trabalhar", concluiu.

fonte flamengo.com
 
Postar um comentário