Translate

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Flamengo estreia em Londres

Sérgio Sasaki, da ginástica artística, foi o principal destaque entre os rubro-negros

Foram quatro anos de dedicação, treino e alimentando o sonho de se tornar campeão olímpico. Mas, a estreia nos Jogos Olímpicos de Londres teve um sabor amargo para os rubro-negros Diego Hypolito e Daynara de Paula, que não tiveram bons desempenhos em suas modalidades e acabaram fora das disputas por medalhas. Sergio Sasaki foi o principal destaque entre os rubro-negros. O ginasta rendeu bons resultados no individual geral, onde disputa os seis aparelhos (solo, salto, barras fixa e paralela, argolas e cavalo com alça) e somou 89.132 pontos, terminando temporariamente na sexta colocação.


Classificado para competir no solo, Diego Hypolito acabou sofrendo uma queda em sua segunda passagem e ficou com a nota 13.766. O bicampeão mundial no aparelho lamentou e deu adeus ao sonho de conquistar sua primeira medalha olímpica. "Peço desculpas pelo meu fracasso. Não era essa a imagem que eu queria passar. Peço desculpas a Confederação, meus patrocinadores, meu clube, por mais uma vez ter fracassado. Não sei o que aconteceu, se entrei desconcentrado, não tenho o que falar", limitou-se o ginasta.


Daynara de Paula também não rendeu o suficiente e ficou longe do resultado esperado. A rubro-negra terminou em 33º lugar na fase eliminatória dos 100m borboleta ao fazer o tempo de 1m00s14 e está fora da semifinal. "Não era o tempo que eu esperava. Eu estava treinando muito bem, não acreditei quando vi o resultado no placar. Foi triste não nadar próximo do meu melhor, mas faz parte", comentou após a prova.


A nadadora Joanna Maranhão, que também estrearia hoje nos 400m medley, acabou desfalcando a equipe brasileira. Joanna sofreu uma queda em seu quarto, cortou o supercílio e acabou tendo que dar pontos. Mas a esperança de brigar por uma medalha nos Jogos de Londres não está descartada pela atleta do Flamengo. A nadadora também está classificada para competir os 200m borboleta, na próxima terça-feira. "Foi uma fatalidade, escorreguei cedo e levei um corte. Tudo que consigo e devo pensar nesse momento é que tenho dois dias para me recuperar do susto, sarar o corte e competir. É isso que desejo e é para isso que estou orando", disse Joanna.
fonte flamengo.com
Postar um comentário