Translate

terça-feira, 24 de julho de 2012

Novo técnico terá que lidar com crises e insatisfações no Flamengo







O novo técnico do Flamengo, que vai ocupar a vaga deixada por Joel Santana, demitido após a derrota de 1 a 0 para o Cruzeiro, vai precisar se preocupar com muito mais coisas do que simplesmente encontrar o melhor esquema tático e fazer a equipe voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. O comandante vai assumir um elencorepleto de jogadores insatisfeitos, com algumas desavenças de opinião e dirigidos por uma diretoria que não conseguiu ainda transmitir segurança aos atletas.

Desde a época de Vanderlei Luxemburgo que o treinador do Flamengo precisa conviver com divergências de opinião na diretoria. O vice de finanças, Michel Levy, costumava bater de frente com o departamento de futebol. Enquanto isso, Patrícia Amorim cobrava de todos os lados explicações para alguns problemas que afetavam o desempenho do time.

O departamento de futebol acabou perdendo força com a saída de Ronaldinho Gaúcho. Isso porque em um dos episódios que culminaram na rescisão de contrato do jogador, o vice-presidente de futebol Paulo César Coutinho foi flagrado em um vídeo na internet criticando o apoiador. Por muito pouco ele não foi demitido, já que o fato irritou bastante Patrícia Amorim.

A contratação de Zinho para o cargo de diretor de futebol fortaleceu o departamento, já que o ex-jogador passou a contar com o total respaldo de Patrícia Amorim. Tanto que a decisão de demitir Joel Santana foi dele.

“A Patrícia Amorim realmente vem me dando todo o apoio e respaldo para exercer a minha função no departamento de futebol. A decisão da saída do Joel Santana coube a mim, ela me deu apoio quando comuniquei o fato e acabamos tomando a decisão. O Coutinho também participou desta decisão. A contratação de um novo treinador também seguirá a mesma linha”, disse Zinho.

Além de uma hierarquia complicada, o novo treinador terá que conviver com um elenco que conta com alguns jogadores insatisfeitos com as poucas oportunidades que estão tendo, mas que podem ganhar vida nova com a mudança na comissão técnica. Se encontram neste cenário o goleiro Felipe, o zagueiro Welinton e o atacanteDeivid, que demonstram irritação com a condição de reservas, mas evitam dar declarações fortes para não se complicarem. O mais novo insatisfeito da turma é o meia argentino Darío Bottinelli, que perdeu espaço com o mau desempenho na derrota de 3 a 0 para o Corinthians.

Além disso, o novo comandante pode acabar provocando novas insatisfações. Isso porque alguns jogadores que estão tendo liberdade e poder de decisão em alguns assuntos, como concentração, podem ficar insatisfeitos com algumas mudanças de rumo. Fala-se nos bastidores da Gávea que um deles seria o atacante Vagner Love, que não atravessa um grande momento.

Independentemente de ter contratado ou não um novo treinador, o Flamengo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), quando recebe a Portuguesa no Engenhão, pela 12ª rodada da competição. Com 15 pontos conquistados, o time vai tentar se recuperar das duas derrotas consecutivas. Nesta quarta-feira o elenco vai realizar um treinamento na parte da tarde, no Ninho do Urubu, e depois começa o período de concentração.

Em relação a reforços, surgiu nesta quarta-feira a notícia de que o Flamengo fez uma investida para tentar contratar o meia Felipe, que ainda não realizou a cota de sete jogos pelo Vasco neste Campeonato Brasileiro. Os dirigentes vascaínos descartaram qualquer possibilidade de liberar o apoiador, que renovou contrato por mais dois anos com o clube. O interesse no atleta não foi confirmado pelos flamenguistas. Felipe defendeu a camisado Rubro-negro em 2004, conquistando o título estadual daquele ano.

Fonte: Gazeta Esportiva
Postar um comentário