Translate

sábado, 28 de julho de 2012

Sem rachão: Dorival faz coletivo e escala Camacho entre os titulares


Sem tempo a perder, técnico deixa recreativo de lado na manhã deste sábado e monta o time para enfrentar o São Paulo




Dorival Júnior não tem tempo a perder. E tem mostrado isso nos primeiros dias de Flamengo. Na manhã deste sábado, o treinador comandou o primeiro treino com todo o grupo à disposição. Foi a única atividade tática antes da partida contra o São Paulo, neste domingo, pela 13ª rodada do Brasileirão. A véspera de jogo foi diferente para os jogadores. O tradicional rachão foi abolido. Dorival, que não tem o hábito de liberar recreativos, aproveitou para testar a equipe e chegar a uma escalação. Apesar de ter comandando o time no empate sem gols com a Portuguesa, na quinta-feira, a formação havia sido escolhida e treinada pelo auxiliar Jaime de Almeida.

A base daquela equipe foi mantida. A única mudança ocorreu no meio-campo. Sai Mattheus, e entra Camacho. Pouco aproveitado pelo antecessor Joel Santana, o meia começará pela primeira vez como titular neste Brasileiro. E sua única participação foi na derrota para o Cruzeiro, no domingo passado, substituindo Renato no segundo tempo. Na temporada, Camacho disputou dez jogos, sendo titular três vezes, a última em 4 de março, na vitória por 2 a 1 sobre o Duque de Caxias, pelo Carioca. Contra o Bonsucesso, na estreia no estadual, Camacho marcou um gol na vitória por 4 a 0 sobre o Bonsucesso.
Camacho treinou entre os titulares, e Dorival confirmou sua escalação (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

- O menino (Camacho) vem se destacando nos trabalhos realizados. Ontem (sexta-feira) foi o único treinamento e chamou a atenção. Tirei algumas informações em relação a isso. Preciso modificar o padrão desse meio. Estamos com Mattheus, Ibson, jogadores que estão, cada um com suas particularidades, atuando numa mesma faixa de campo, o que nos faz muito previsíveis. O Camacho nos mostrou qualidade, ficamos com o Mattheus como possibilidade de uma entrada novamente. É um garoto que está sendo preparado, tem muitas qualidades, mas taticamente preciso pensar numa formação diferente - disse Dorival Júnior após o treino.

Até o momento, a temporada de Camacho também foi marcada por lesões e longos períodos no departamento médico. Em março, torceu o tornozelo direito. Em maio, sofreu uma fratura na mão esquerda durante um treino.

Conversa com o elenco

Na manhã deste sábado, a imprensa teve acesso ao Ninho do Urubu 1h15m depois do início do treinamento. O time estava escalado com Paulo Victor, Léo Moura, Welinton, González e Ramon; Airton, Luiz Antonio, Ibson e Camacho; Adryan e Love.
Dorival conversa com o elenco após o treino: nada de rachão (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)


Depois do coletivo, Dorival reuniu os jogadores e a comissão técnica para uma conversa no centro do campo principal do CT. Foram cerca de dez minutos de papo. Só ele falou. O técnico gesticulou muito e foi observado atentamente pelo grupo.

- Cobrei que tenhamos uma postura dentro do que foi planejado, é uma posição que não condiz com aquilo que nós todos gostaríamos de estar vivenciando. Temos obrigação de assumir um pouco mais de responsabilidade para botar um pouco mais de pressão nas equipes que estejam na nossa frente. A resposta foi muito positiva, é um grupo compenetrado, interessado, e isso é um passo importante para a busca de uma recuperação.

O Flamengo está em décimo na tabela, com 16 pontos. A partida contra o São Paulo será às 16h (de Brasília), no Morumbi. A delegação embarca na tarde deste sábado para a capital paulista.

fonte globo.com
Postar um comentário