Translate

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Encostados ou de saída: boa parte dos reforços do Fla não vingou


Contratados enquanto Joel Santana era o técnico, alguns jogadores quase não são relacionados por Dorival. Dois deles já deixaram o clube


Por Richard SouzaRio de Janeiro

Hernane recusou-se a ir para o Avaí
(Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

A rescisão do contrato de empréstimo do meia Jorge Luiz por pouco não passou sem ser notada. O zagueiro Thiago Medeiros chegou como destaque do Campeonato Carioca e foi emprestado ao Avaí nesta semana no troca-troca para ter Cléber Santana e Renato Santos, que têm apresentação prevista para esta sexta-feira. Boa parte dos atletas contratados para encorpar o grupo do Flamengo no Brasileirão não vingou, assim como o time, que faz campanha ruim e está em 16º, com 28 pontos, só uma posição à frente da zona de rebaixamento.

Sem contar a dupla do Avaí, que acaba de chegar, o Rubro-Negro buscou oito peças: além de Jorge Luiz e Thiago Medeiros, chegaram os volantes Ibson, Victor Cáceres e Amaral, os laterais Ramon e Wellington Silva e o atacante Hernane. Apesar dos altos e baixos, Ibson, Cáceres e Ramon são titulares. Os demais ainda buscam espaço, mas as oportunidades com Dorival Júnior são raras. Se com Joel já era difícil, a troca de comando, no fim de julho, dificultou a vida desse grupo.

Para o lateral-esquerdo Ramon, que chegou com o Brasileirão em andamento, a reformulação fora de hora e a troca de técnicos podem ser apontadas como causas dos principais problemas do Flamengo na temporada. O time começou o ano com Vanderlei Luxemburgo, hoje no Grêmio, tentou Joel Santana, atualmente sem clube, e agora está com Dorival.

- Eu sempre prezo na vida que a continuidade é essencial para tudo, e com essas mudanças de técnico precisamos começar tudo do zero, os jogadores precisam entender a filosofia do novo treinador. Às vezes, estamos pagando por estar nessa situação por isso. O Dorival chegou e teve de trabalhar com um grupo que não foi montado por ele. O novo técnico precisa achar o time ideal, conhecer o estilo de cada jogador, e nessa fase do campeonato, que seria a hora de a equipe estar entrosada, precisamos começar tudo do zero - disse o camisa 6, que trabalhou com Joel no clube.
Ramon é orientado por Dorival no treino. Lateral também chegou com o Brasileiro em curso (Foto: Bernardo Monteiro / VipComm)

Dos reforços pouco utilizados, Wellington Silva e Amaral foram os que mais jogaram, ambos com oito partidas. O lateral-direito chegou ao clube credenciado como revelação do Carioca por aquilo que mostrou no Resende. Já o volante defendeu o Nova Iguaçu, clube do qual Zinho era diretor de futebol antes de aceitar o convite do Flamengo. Com Dorival, eles só entraram em campo duas vezes. Wellington substituiu Léo Moura, suspenso, na vitória por 2 a 0 sobre o Náutico, e foi titular no empate por 1 a 1 com o Grêmio, domingo passado, quando o capitão foi improvisado no meio-campo. Neste domingo, contra o Atlético-GO, será mantido, já que Léo está suspenso.



Amaral entrou no lugar de Airton durante a goleada por 4 a 1 sofrida contra o São Paulo e começou jogando na derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta. Antes, ainda sob comando de Joel Santana, chegou a ser titular e deu passe para o gol de Adryan na vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-GO, no primeiro turno (veja no vídeo ao lado). Hoje, só faz da lista de convocados para as partidas em último caso. Ele e Wellington Silva assinaram contrato de empréstimo até o fim do ano. No caso do lateral, o clube adquiriu 50% dos direitos econômicos e tem opção de compra do restante com preço pré-fixado.

Hernane até já foi relacionado pelo treinador rubro-negro, mas só entrou em campo com Dorival no comando uma vez, no segundo tempo contra a Ponte Preta. No início da semana, o clube decidiu emprestá-lo ao Avaí para conseguir dois reforços, mas o atacante não quis ir e continuará no clube. Até aqui, disputou sete partidas e fez dois gols. Hernane chegou ao Flamengo depois de chamar a atenção no Mogi Mirim. No Paulistão, foi vice-artilheiro com 16 gols, só um a menos que Neymar, do Santos. Hernane assinou contrato de empréstimo até maio do ano que vem. O Rubro-Negro comprou 10% dos direitos econômicos dele. Em dezembro, o clube poderá exercer o direito de compra de mais 40%.
Thiago, que assinou por dois anos, foi para o Avaí
emprestado (Foto: Luiz Pires / VIPCOMM)

O caso de Thiago Medeiros é curioso. Depois de disputar o Carioca pelo Madureira, foi eleito para a seleção do campeonato. Além de quase não ser utilizado pelo ex-técnico Joel Santana, foi vítima de dengue em junho. Perdeu peso e tempo. Recuperado, foi titular na partida contra o Figueirense, na 13ª rodada, mas recebeu uma pancada no quadril e teve de ser substituído. Voltou a jogar contra a Ponte Preta, não agradou e virou moeda de troca. Aos 20 anos, ele tem contrato por duas temporadas com o Flamengo, com possibilidade de renovação por mais uma, eficará até o fim do ano por empréstimo no Avaí.

- Não consegui uma sequência, ritmo de jogo é importante para o jogador que chega ao clube. Sempre que entrei no Flamengo foi na expectativa de ajudar, de fazer um bom trabalho, mas infelizmente não aconteceu. Fiquei doente, me machuquei, mas é bola para frente, não pode baixar a cabeça, pintou um boa oportunidade. Agora é fazer um bom trabalho no Avaí e mostrar o meu valor - disse, ao deixar o Rubro-Negro.

Já o meia Jorge Luiz deixou o clube sem ter disputado um jogo oficial sequer. Após o término do último Campeonato Carioca, o departamento de futebol rubro-negro foi buscá-lo no Friburguense. Joel Santana ainda era o treinador e aprovou a chegada do jogador, mas nem nos coletivos o aproveitava. Jorge Luiz disputou a atividade com o grupo principal apenas uma vez, mas foi improvisado na lateral esquerda da equipe reserva.

Dorival Júnior trabalha atualmente com um grupo de 36 jogadores, sem contar os goleiros. O técnico chegou a conversar com o diretor de futebol Zinho para enxugar o elenco, pois considera impossível administrar praticamente três equipes: titulares, reservas e os que nunca são relacionados. Thiago e Jorge Luiz saíram, mas outros dois chegaram, e o processo não ocorreu.


fonte link


siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário