Translate

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Acerto de Dorival com o Fla tem queda de braço financeira e temor de novo ‘não’



O que parecia uma negociação simples por pouco não virou um trauma. O Flamengo que hoje enfrenta a Portuguesa, às 21h, no Engenhão, já tem um novo técnico. Dorival Júnior foi confirmado no fim da noite de ontem como substituto de Joel Santana. Ele assinou contrato por um ano e meio, até o fim de 2013, quando a atual gestão da presidente Patricia Amorim estará terminada.

Nas quase sete horas de conversa, o vice de futebol Paulo César Coutinho e o diretor Zinho tentaram convencer o treinador a aceitar um valor abaixo da pedida inicial. A contra-proposta foi analisada junto a outros detalhes contratuais e o desfecho saiu por volta das 22h. Dorival Júnior receberá cerca de R$ 500 mil de salário. Além do técnico, chegam ao clube dois auxiliares técnicos, Lucas Silvestre e Ivan Izzo, e o preparador físico Celso de Rezende, que só desembarcam no Rio hoje.

O treinador chegou a declarar que estaria disposto a ficar no banco de reservas do Engenhão logo mais. No entanto, ele deve acompanhar a partida das cabines ao lado de Zinho, já que ainda não conhece bem o elenco.

Apesar de todo o otimismo das palavras de Dorival, a diretoria do Flamengo estava muito tensa. O temor era de que uma negativa do técnico depois de seguidas falhas em contratações de jogadores soasse como uma bomba.

Já consciente de que poderia ter vida breve, o interino Jaime de Almeida deu um conselho ao comandante.

— É um grupo que está querendo crescer, ganhar títulos, fazer história — disse.

Este é o grande desafio do novo treinador.

Fonte: Jornal Extra
Postar um comentário