Translate

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Dívida relativa à compra de Love passa para a gestão Bandeira de Mello

Quatro parcelas, de um total de seis, relativas à compra do atacante Vagner Love junto ao CSKA, deverão ser pagas pela nova diretoria do Flamengo até o final de 2014

David Nascimento - 07/12/2012 - 07:01 Rio de Janeiro (RJ)

Vagner Love está com o futuro indefinido no Flamengo (Foto: André Portugal)

Assim que assumir o Flamengo, a nova diretoria liderada pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello herdará uma dívida de seis milhões de euros (R$ 14,8 milhões) feita pela atual gestão, referente às quatro parcelas a serem pagas pela compra do atacante Vagner Love, nos meses de agosto e dezembro dos próximos dois anos.

Procurada pela reportagem do LANCE!Net, a nova diretoria do Flamengo informou que, no momento, está pensando apenas na contratação do diretor executivo de futebol e que analisará os casos dos jogadores após a definição. Em um primeiro momento, a nova cúpula conta com o atacante para o próximo ano.

Já o empresário de Vagner Love, Evandro Ferreira, acredita que os valores em aberto não dificultarão a permanência do jogador no Flamengo até o fim do contrato, em 2015.

– A nova diretoria ainda não assumiu. Vamos esperar eles assumirem para sentar e conversar. Acredito que não terá problema com os valores das parcelas a serem pagas em 2013 e 2014 pela nova gestão, mesmo sendo idealizadas pela atual diretoria – disse o empresário ao LANCE!Net.

Vagner Love chegou ao clube em janeiro, após uma intensa negociação da equipe liderada por Patricia Amorim junto ao CSKA. Ficou acertado o valor de dez milhões de euros (R$ 25,1 milhões) pela compra, sendo um milhão (R$ 2,5 milhões) pago à vista e nove milhões (R$ 22,6 milhões) parcelados em seis vezes.

A gestão Patricia Amorim efetuou o pagamento da primeira parcela em agosto e deve quitar a segunda até o fim do mês. Com propostas do exterior e o pagamento da dívida indefinido por parte da nova diretoria, o Flamengo pode ficar com menos amor em 2013.

SITUAÇÃO DAS PARCELAS DE VAGNER LOVE

Transação
Em janeiro de 2012, o Flamengo acertou com o CSKA (RUS) o preço de dez milhões de euros (R$ 25,1 milhões) pela compra de Love. Do total, um milhão de euros (R$ 2,5 milhões) foi pago à vista.

Parcelas
Os nove milhões de euros (R$ 22,6 milhões) restantes para quitar a transação pela compra do atacante foram parcelados em seis vezes de 1,5 milhão de euros (R$ 3,7 milhões).

Vencimento
No acordo, ficou fixado que as parcelas devem ser pagas nos meses de agosto e dezembro dos anos de 2012, 2013 e 2014. A de agosto deste ano foi paga corretamente e a de dezembro ainda será paga pela atual diretoria. As restantes caberão à nova gestão.

VAGNER LOVE DEU APOIO A PATRICIA AMORIM

O atacante Vagner Love nunca escondeu a admiração pela presidente Patricia Amorim. Em determinado momento, ele chegou a fazer campanha para a atual mandatária se reeleger, com declarações e até um vídeo que gerou certo desconforto entre os demais candidatos.

Não é por acaso que Love tem um carinho pela presidente. Depois de muita luta, ela conseguiu trazê-lo de volta para o futebol brasileiro em 2010, assim que assumiu, e no começo deste ano.

Apesar da proximidade com a parte derrotada na eleição, o empresário do atacante, Evandro Ferreira, não acredita que isso seja um problema.

– Ele é amigo da Patricia Amorim e do Marcos Braz (ex-vice de finanças), que o trouxeram de volta – explicou Evandro.

BATE-BOLA

Evandro Ferreira
Empresário do atacante Vagner Love
Em entrevista ao LANCE!Net

As propostas que recebeu Vagner Love possuem algum prazo?
As propostas não possuem prazo. Temos tempo suficiente para esperar a definição sobre os valores em aberto com a nova diretoria. Ele quer permanecer no Flamengo e tenho certeza de que tudo dará certo e ele irá continuar no clube até o fim do contrato, em 2015.

Pelo apoio a Patricia Amorim, ele está com medo de sofrer represálias pela nova diretoria?
De jeito algum ele está com medo de sofrer represálias. Ele é amigo da Patricia Amorim, que o trouxe de volta, mas antes de tudo é funcionário do Flamengo. Como funcionário, ele continuará trabalhando e se dedicando ao máximo diariamente. Não tem nenhum problema com a troca de presidência.




fonte link




siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário