Translate

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Flamengo assina contrato com a Adidas

por Bruno Braga




No dia seguinte da aprovação por unanimidade no Conselho Deliberativo, a presidente Patricia Amorim assinou o contrato da Adidas nesta quinta-feira e a multinacional alemã é oficialmente a fornecedora de material esportivo do Flamengo nos próximos dez anos. Até o fim da parceria o clube poderá receber R$ 420 milhões, que podem chegar a mais R$ 80 milhões totalizando assim R$ 500 milhões se for contabilizado as receitas variáveis (títulos, venda de produtos).

A rescisão com a Olympikus, que estava condicionada à finalização do acordo com a empresa alemã, também já ocorreu. Nesta sexta-feira o Flamengo receberá R$ 6 milhões, R$ 3,4 milhões serão para ressarcir a antiga parceira. Os outros 2,6 milhões serão utilizados para finalizar a obra do Museu. A Olympikus adiantou R$ 10,4 milhões para finalizar a obra, mas deixou de repassar royalties desde setembro. O clube vai pagar a diferença do valor que deixou de entrar no caixa.

Até o dia 7 de janeiro a nova diretoria, do presidente eleito Eduardo Bandeira, receberá 32 milhões de luvas pela assinatura do contrato com a nova fornecedora. Em fevereiro, a Adidas promete pagar mais R$ 20 milhões adiantados do contrato anual de R$ 38 milhões.

A Nike enviou uma proposta ao clube na terça-feira oferecendo um valor equivalente ao do Corinthians, mas com R$ 50 milhões de adiantamento. Diante da nova investida, o Fla conseguiu convencer a diretoria da Adidas adiantar um valor até fevereiro.

Na votação de quarta-feira, os representantes da Adidas chegaram a exibir as fotos das camisas 1 e 2 do Flamengo desenvolvidas para o primeiro ano da parceria. Até abril, no entanto, a Olympikus continuará fabricando os materiais esportivos do clube. A partir do dia 1º de maio todas as modalidades passam a utilizar o material esportivo da empresa alemã até 2023.

O Flamengo agora é um dos clubes “Top Five” da Adidas e se junta a Real Madrid, Chelsea, Milan e Bayer de Munique, sendo o primeiro clube da América Latina a fazer parte deste seleto grupo. O clube poderá atingir a tão sonhada internacionalização da marca.

A presidente Patricia Amorim tomou conhecimento da proposta de contrato da Adidas no fim de maio deste ano. Desde passou as condições para a Olympikus, que chegou a tentar realizar uma contraproposta, mas não conseguiu levar adiante a disputa.

A partir disso, o departamento de marketing do clube passaram a negociar com a diretoria da Adidas a elaboração do contrato, que tinha possibilidade de ir para votação antes da eleição para presidente, no dia 3 de dezembro. Por prudência, o Conselho Deliberativo resolveu esperar o resultado. Diante da vitória na eleição, o grupo de executivos estudaram o contrato, pediram melhorias e conseguiram.

Como o aumento do valor em caso de títulos, diminuição dos prazos para definir os patrocinadores e o limite de três marcas nos primeiros cinco anos e não de dois, como estava na última versão aprovada pela diretoria de Patricia Amorim.




fonte link


siga-nos pelo twitter e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário